Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



fake.jpg

 

Imagem de aqui

 

Eu comecei por encontrar a noticia no ABC online espanhol, como é costume ao longo do dia os jornais online portugueses foram fazendo eco. Primeiro o SOL, depois o JN, o DN, a TSFPT JornalNoticias ao minutoRevista SabadoTVI 24,....

 

Entre os comentários à noticia no ABC já havia quem colocasse a questão de se seria verdade ou não e para ser sincero até fiquei com a pulga atrás da orelha.

 

Com o correr do dia e à medida que a noticia ia sendo replicada nos jornais portugueses fui-me convencendo que poderia ser verdade, principalmente porque para além do carro cortado, que acompanhava o texto do ABC, iam aparecendo outras fotografias que não estavam no jornal espanhol e algumas que inclusivamente pareciam não estar no vídeo (è claro que estavam, mas uns cortes aqui e ali dão para disfarçar).

 

Ao fim do dia como estava sem tema para o post do blog, decidi que este era bom e sem investigar muito, fiz o mesmo que fizeram a maioria dos jornais, confiei no discernimento do ABC.. .e saiu este post

 

Podia simplesmente apagar o post como fizeram alguns jornais com os artigos quando deram pelo logro, podia fazer como o ABC e simplesmente mudar o texto para uma noticia sobre a brincadeira que levou à noticia original (sem dizer que eles também se deixaram enganar)....  mas acho que isso seria uma falta de respeito por quem por aqui passa...  resta-me assumir o erro 

 

Não deixa de ser interessante  ver como funcionam os jornais portugueses, eu costumo dar uma olhadela diária a alguns jornais espanhóis, principalmente o ABC e o EL Pais, não é a primeira vez que ao longo do dia vejo em português, muitas vezes mal traduzido, noticias que tinha visto em Castellano, mas nunca tinha visto tantos jornais copiarem uma noticia que afinal,.... era falsa!... Dá para ver o nível de investigação e de verificação dos nossos jornais, pelos vistos se está escrito na Espanha, é porque é verdade.... Sim, eu sei, eu também caí, mas eu não sou jornalista nem me pagam paar isto.

 

Quantos jornais tem que repetir uma noticia para que ela seja verdade?, todos, mas mesmo assim, ela continua a ser falsa.

 

O vídeo faz parte de uma campanha de marketing de um escritório de advogados... é tudo falso.

 

Deixo o meu obrigado à Dalma que me deixou o link que esclarecia tudo e felicito o anónimo que teve a perspicácia de desconfiar da veracidade da noticia e  teve a coragem de o dizer nos comentários do post.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

meiocarro.jpg

 

Imagem de aqui 

 

Todos conhecemos pessoas que passaram por processos de divórcio, há casos e casos mas na maioria as separações são sempre dolorosas e há sempre alguém que passa do amor ao ódio e que torna a separação numa guerra aberta em que os generais são os advogados e os peões os filhos quando os há.

 

Na Alemanha há um senhor que decidiu levar à letra a sentença proferida pelo juiz e que determinava que todos os bens deviam ser divididos exactamente a meio, chateado porque achava que lhe estavam a ser tirados os bens que ele tinha adquirido com o suor do seu trabalho, munido de regra e esquadro e de uma serra eléctrica, cortou literalmente a meio tudo o que tinha que dividir. Mesas, cadeiras, camas, televisores, até o carro, tudo foi dividido exactamente a meio... tal e como dicatava a sentença.

 

Teve o cuidado de gravar tudo em vídeo, o resultado pode ser visto aqui:

 

 

Ninguém o pode acusar de não cumprir o estipulado, gostava de ter visto a cara da senhora ao receber a parte dela..

 

Já ouvi muitas histórias de divórcios mais ou menos litigiosos, mas a forma mais justa e inteligente de dividir as coisas foi a ideada por um senhor que mal sabia ler e escrever, na hora da verdade virou-se para a ex-mulher, que já estava a fazer as contas aos muitos terrenos e bens, e disse-lhe:

 

- Não há problema nenhum, um divide as coisas  em dois grupos e o outro escolhe o grupo que preferir, preferes dividir ou escolher? 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50

Para o coração não há prescrição... haverá direito ao perdão?

 

Imagem minha do Momentos e Olhares 

 

A noticia é do Público, que se baseou num jornal inglês, que se terá baseado num italiano...  antes as histórias passavam de boca em boca, agora passam de página online em página online... e ainda bem, porque o que se perde em objectividade ganha-se em conhecimento... mas vamos ao que interessa.

 

Ele chama-se António e tem 99 anos, ela chama-se Rosa e tem 96, estão juntos desde 1934, qualquer coisa como 77 anos, uma longa vida inteira de alegrias e tristezas da que resultaram cinco filhos, doze netos e até um bisneto. Por estes dias António decidiu dar uma olhadela numas coisas antigas que encontrou num velho móvel lá de casa e descobriu que Rosa guardava cartas de amor que datam dos anos 40 do século passado... cartas que não eram dele e sim de outro homem, cartas que mostravam que algures, há 60 anos atrás, Rosa o teria traído.

 

Apesar da confissão e do arrependimento de Rosa, António não perdoa e o casal está em processo de divórcio.

 

Eu tenho uma máxima, só sabemos como vamos reagir ante qualquer situação da vida quando passamos por ela, a vida já me ensinou muitas coisas e nem sempre me deixou bem na fotografia. Visto desde aqui, sem saber muito mais que o que li nas poucas linhas da notícia do público, custa-me a crer que 77 anos de vida em conjunto não possam pesar mais que algo que aconteceu há 60 anos.... se aturar alguém durante mais de 70 anos não nos fazem merecedores do céu e do perdão por algo que aconteceu há  tanto tempo, o que poderá fazer?

 

Não deixa de ser engraçado ler os comentários à notícia e a alguns posts da blogosfera, há quem fale da honra vingada, há quem ache que o facto de a senhora guardar as cartas durante tanto tempo é sinal de que continuava a amar o outro, há quem ache uma parvoíce e que não merece que duas pessoas terminem a vida em solidão, há quem jura que perdoaria e quem garanta a  pés juntos que não... e claro, nunca falta alguém que ache que o senhor não tinha nada que andar a bisbilhotar os papeis antigos... então e o direito à privacidade da senhora?... 

 

Está visto que para os crimes do coração não há prescrição... haverá direito ao perdão? vocês acham que perdoavam?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:44


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D