Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



IG Nóbel

 

Hoje foi entregue o primeiro Nóbel, foi o da medicina e foi para Robert G. Edwards, o pai da fertilização in Vitro, durante os próximos dias serão anunciados os próximos. O Nóbel foi instituido por Alfred Nóbel, o inventor da dinamite, como forma de apaziguar a sua consciência e para ser recordado como algo mais que O Mercador da Morte. O Prémio serve como o reconhecimento para as pessoas que com as suas descobertas contribuem para melhorar o mundo em que vivemos.

 

Mas nem só de grandes descobertas e investigações vive a ciência, esta é feita de muitas pessoas e de muitas coisas, para premiar as investigações mais bizarras, foram criados os prémios IG Nobel, que funcionam como uma paródia ao verdadeiro Nóbel, mas que não deixa de ser um prémio sério.. isto porque serve para reconhecer trabalhos reais e que foram publicados.

 

Na verdade o prémio foi criado em 1991 para destacar as investigações que nunca deveriam ter sido feitas e que não se devem repetir.

 

Vejamos alguns dos prémios deste ano:

 

Biologia - Documentação científica da presença de sexo oral em morcegos frugívoros. O sexo oral entre os morcegos prolonga o tempo de cópula. Premiados:Libiao Zhang, Min Tan, Guangjian Zhu, Jianping Ye, Tiyu Hong, Shanyi Zhou, e Shuyi Zhang, da China, e Gareth Jones, da Universidade de Bristol, Grã-Bretanha

Paz - Estudo que tenta provar que os palavrões aliviam a dor, ou seja, quando damos com martelo no dedo, se dissermos um palavrão, a dor é aliviada mais rapidamente. A relação foi provada. Premiados - Richard Stephens, John Atkins e Andrew Kingston, da Universidade Keele, Grã-Bretanha.

 

Engenharia - Aperfeiçoamento do método de recolha de muco das baleias utilizando um helicóptero de controlo remoto. Investigadoras  da Inglaterra e do México estudavam a saúde das baleias e queriam  um método eficiente para retirar amostras de muco e verificar se havia infecção. Solução: Os métodos existentes são dificílimos de executar, segundo os cientistas. O uso de um helicóptero com controle-remoto. Pesquisadores - Karina Acevedo-Whitehouse e Agnes Rocha-Gosselin, da Sociedade Zoológica de Londres, Grã-Bretanha, e Diane Gendron, do Instituto Politécnico Nacional, de Baja California Sur, no México.

 

Administração - Demonstração matemática de que as empresas lucrariam mais se promovessem os  seus funcionários aleatoriamente. Cientistas italianos partiram do pressuposto de que se todas as pessoas são promovidas até o nível máximo de incompetência delas, a melhor saída é promovê-las aleatoriamente. Pesquisadores - Alessandro Pluchino, Andrea Rapisarda e Cesare Garofalo, da Universidade de Catania, Itália


Medicina - Cientistas holandeses estavam investigando tratamentos para a asma e perceberam que a manifestação de emoções negativas ou positivas podem ajudar a dilatar os brônquios, facilitando a respiração de pessoas com a doença. Solução: uma volta na montanha-russa. Pesquisadores - Simon Rietveld, da Universidade de Amsterdam, e Ilja van Beest, da Universidade Tilburg.

Planeamentos de transporte – Utilização do Dictyostelium discoideum, um tipo de mofo, para determinar o melhor percurso para caminhos de ferro. O tal mofo ajudaria a traçar melhores rotas para ferrovias. Pesquisadores - Toshiyuki Nakagaki, Atsushi Tero, Seiji Takagi, Tetsu Saigusa, Kentaro Ito, Kenji Yumiki, Ryo Kobayashi, da Universidade de Hokkaido, Japão, e Dan Bebber e Mark Fricker, da Grã-Bretanha.

Física - Por causa das ruas íngremes em volta do laboratório dos autores da pesquisa, na Nova Zelândia, muitas pessoas afirmavam que a utilização de meias por cima dos sapatos ajudava a melhorar o atrito nas superfícies escorregadias. Como cientistas, eles revelaram que se sentiram obrigados a fazer um estudo minucioso que resultou na comprovação do método. Pesquisadores - Lianne Parkin, Sheila Williams, e Patricia Priest, da Universidade de Otago, Nova Zelândia

Saúde pública - A pesquisa americana surgiu de um desafio. Um colega de laboratório havia sido censurado pelos amigos porque deixava a barba por fazer, aumentando o risco de contaminação. Caso eles conseguissem provar, cientificamente, que isso era verdade, ele faria a barba. Resultado: micróbios se aglomeram mais em cientistas barbudos do que em investigadores sem barba. Pesquisadores - Manuel Barbeito, Charles Mathews, e Larry Taylor, do Escritório de Saúde Industrial de Fort Detrick, Maryland, Estados Unidos

Química - A prova de que água e óleo, ao contrário da crença popular, se podem misturar. Outra sátira. Dessa vez ao maior desastre ambiental dos Estados Unidos, o vazamento de petróleo no Golfo do México. Nenhum representante da British Petroleum, empresa responsável pela plataforma que explodiu, foi buscar o prêmio. Pesquisadores - Eric Adams, do MIT; Scott Socolofsky, da Universidade A&M do Texas; Stephen


Eu gostei especialmente do de administração...  o prémio consiste em:  um balão volumétrico (frasco de vidro utilizado em laboratório) cheio de bonecos de bactérias gigantes e uma placa com a gravação “Ig Nobel Prize 2010” escrito com cola colorida. O prémio monetário consiste na abssurda quantia de 10 trilhões de dólares, mas dólares do Zimbábue, moeda extinta devido aos desastre financeiro conduzido pelo ditador Robert Mugabe.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com


Posts mais comentados





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D