Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



saposelecção.png

 

Imagem do SAPO

 

Os suecos não foram melhor, nem hoje nem no jogo da primeira fase, mas não fomos capazes de lhes ganhar, e o futebol é assim, há quem diga que é mesmo esse o seu encanto... nestas alturas é difícil concordar.

 

Esta selecção recheada de jovens talentos e com um excelente treinador, não perdeu nenhum jogo oficial desde que se iniciaram as eliminatórias para este campeonato da Europa até hoje... na realidade este terminou empatado, pelo que não perdeu mesmo nenhum... mas infelizmente isso não foi suficiente para ser campeã da Europa...

 

Amanhã de certeza que haverá muita gente a dizer que isto é o nosso fado, que é sempre a mesma coisa e que já estamos fartos das vitórias morais... na realidade esta é a segunda em pouco tempo, porque no mundial sub-20 da Nova Zelândia também jogamos muito melhor que o Brasil, mas foram eles que seguiram em frente... Não, não é fado, é futebol, nos penalties é preciso concentração, competência e alguma sorte, mas não deixa de ser futebol... e nas finais alguém tem que ganhar,  e esta vez ganharam suecos.

 

Ganhando ou perdendo, acho que devemos todos estar muito orgulhosos deste jovens que representaram o país com um altíssimo nível, mostraram que há um futuro enorme neste desporto em Portugal, assim haja quem nos clubes e na federação saiba aproveitar.

 

Veremos quantos destes jovens jogadores estarão de aqui a um mês a ter oportunidades nos seus clubes, veremos quem  quer e sabe aproveitar o talento e classe que todos vimos.  

 

Era bom que fosse desta que treinadores e dirigentes dos clubes portugueses aproveitassem os jovens portugueses com talento em lugar de colocar os interesses e os cifrões que os levam a contratar e a dar oportunidade a jogadores estrangeiros muitas vezes de duvidosa qualidade.

 

Os nosso meninos estão de parabéns.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52

Alemanha é campeão mundial

 

 

Terminou o mundial, para mim o melhor mundial pelo menos de 82 para cá, muito espectáculo, muitos golos, muitas reviravoltas e jogos resolvidos nos últimos minutos, muitíssima emoção.

 

A Alemanha ganhou com muitisdsimo mérito, é verdade que podia ter sido eliminada pela Argélia, mas também é verdade que passeou classe e um futebol bastantes furos acima do resto das selecções participantes.

 

Hoje não tivemos uma grande final, a Argentina entregou o jogo aos alemães, como sempre defendeu muito bem com um Mascherano numa forma fantástica e depois ficou à espera de São Messi e dos seus coelhos tirados da cartola para resolver o jogo, mas hoje não havia Coelhos na cartola e sem eles, tal como já tínhamos visto antes, a Argentina não consegue marcar e sem golos não há campeões.

 

De resto Messi parece cada vez mais uma figura triste, alguém fora de ambiente e sem pachorra para o que o rodeia, sempre com ar de quem anda ali a fazer um frete e tem que suportar aquela gente toda à sua volta.

 

A Alemanha é uma equipa  muito bem construída que vale como um todo e que joga um futebol alegre, eficaz  e vistoso, não teve medo de pegar no jogo e de construir o seu futebol, teve a resistência e a paciência  suficientes para levar a água ao seu moinho e já quase no final do prolongamento, conseguiu marcar o golo que vale um titulo mundial.  

 

A Argentina deste mundial fez-me lembrar a Itália de outros mundiais.

 

Daqui a quatro anos há mais.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:42

O beijo

por Jorge Soares, em 15.05.14

O beijo

 

 

O momento não me passou despercebido na transmissão em directo, no meio de toda aquela alegria de quem acaba de tocar o tecto do mundo, Daniel Carriço acerca-se a um dos seus colegas para lhe dar um beijo carinhoso, como o colega naquele momento virou a cara o beijo sai na boca, carriço seguiu em frente e o colega continuou os festejos.

 

Na altura achei o momento curioso, não é muito comum ver jogadores de futebol a cumprimentarem-se com beijos, mas não é a primeira nem será de certeza a a última vez, há uns anos ficou célebre uma fotografia em que Maradona e Cannigia festejavam um golo com um beijo muito mais intencional e picante que este.

 

Pelos vistos havia muita gente atenta aos festejos do Sevilha e quem andasse hoje pelo Facebook e as redes sociais ficaria com a certeza de que o momento do jogo foi aquele beijo, para mim aparentemente inocente, entre dois colegas de equipa. Parece que  não interessam para nada as grandes defesas de Beto, os falhanços do Cardoso, as lágrimas do Rodrigo ou as explicações de Jorge Jesus, importante mesmo é que dois amigos deram um beijo um ao outro.

 

Diga-se de passagem que nem o vídeo nem a fotografia mostram o que eu vi ontem em directo, andei à procura de um vídeo que mostre o que eu vi e não encontrei, o único vídeo que existe e que está repetido em não sei quantas versões em Português ou italiano, todas exactamente iguais, é um que começa exactamente no momento do beijo, não mostra o antes e mostra muito pouco do depois, são 5 ou 6 segundos que servem para distorcer completamente o que realmente se passou ali.

 

Evidentemente que só com esta imagem é impossível perceber o que realmente se passou, e há imensa gente que já tira todas as conclusões do mundo, incluindo muitos que dali conseguem perceber com toda a certeza que aquilo é um acto de amor nada inocente entre dois homens....

 

Não faço ideia qual será a orientação sexual do Daniel Carriço nem a do seu colega Ivan Rakitic, mas não tenho dúvidas nenhumas da pobreza de espírito de muita gente, sobretudo de quem se socorreu da imagem para fazer esquecer a derrota do Benfica e para desviar a atenção de uma sequência de 8 finaiseuropeias  perdidas.

 

É incrível a quantidade de gente mesquinha que há neste mundo.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:31

Não há justiça nos penáltis..

por Jorge Soares, em 14.05.14

Beto, Heroi do Sevilha

 

Imagem do Público

 

É português o herói da noite mas infelizmente para o Benfica e para o futebol português, joga no Sevilha, chama-se Beto e é  guarda redes.

 

Não foi um jogo por aí além, durante os 90 minutos a vitória podia ter caído para os dois lados sendo que para mim os melhores em campo de cada uma das equipas são Beto e Oblak, os guarda redes. No fim, na lotaria dos penáltis, Beto esteve lá em duas ocasiões, Oblak até adivinhou o lado em quase todos os remates dos do Sevilha, mas eram indefensáveis.

 

Há no mundo do futebol quem diga que não há penáltis defendidos, há sim penáltis mal marcados, só quem tem valor para lá ir sabe que em momentos como estes o guarda redes fica enorme e as balizas pequeninas, mas convenhamos que Cardozo e Rodrigo, principalmente este, não mostraram muita convicção na hora de chutar à baliza no momento decisivo.

 

Esta era a 10º final do Benfica, a segunda consecutiva, e ficou a ser a oitava derrota seguida, a do ano passado foi muito mais injusta que esta, mas é dos vencedores que reza a história e é o nome do Sevilha que vai ficar gravado na taça como vencedor em 2013/2014.

 

Não é por ter perdido a final que o Benfica deixa de merecer elogios pela chegado até aqui e por ter levado o nome do país pelo segundo ano consecutivo a uma final europeia.

 

Como portista deixo os meus parabéns aos benfiquistas pela excelente época e mesmo sendo céptico deixo um conselho, levem lá umas velas à campa do Bela Gutman e mandem rezar umas missas... é que ainda faltam mais de 50 anos para o fim da maldição

 

{#emotions_dlg.porto}

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35

Grande Benfica

por Jorge Soares, em 01.05.14

Grande Benfica

 

Imagem do Facebook da Carla

 

O Benfica acaba de escrever uma página enorme na sua história e na história do futebol Português, contra a Juventus, contra Platini, contra a Uefa, até Maradona lá estava a puxar pelos italianos, contra tudo e contra todos, estes jogadores fazem das tripas um coração enorme e por isso é com toda a justiça que vão estar na segunda final consecutiva da Liga Europa.

 

Mesmo a jogar com nove contra a melhor equipa do campeonato italiano, num campo encharcado pela muita chuva que ia caindo, com um estádio cheio de adeptos da Juventus e com um árbitro que esticou o jogo até muito mais além do que seria de esperar, os jogadores encarnados mostraram um enorme coração e uma vontade enorme de vencer.

 

Por tudo isto é mais que justa a classificação para a final, apesar da tendência para terminar os jogos importantes sempre com jogadores a menos, a equipa mostrou que nesta altura é mesmo uma das melhores da Europa e tudo o que tem conquistado é com inteira justiça.

 

Mesmo sendo portista, nos jogos europeus quero sempre que as equipas portuguesas ganhem e deixo desde já o meu desejo sincero da melhor das sortes para a final que daqui a uns dias será jogada neste mesmo estádio de Turim.

 

Jorge Soares

{#emotions_dlg.porto}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Benfica, é triste morrer na praia

por Jorge Soares, em 15.05.13

Benfica voltou a morrer na praia

 

Imagem do Público 

 

Parece que é a sina do Jorge Jesus, perder as finais nos descontos,  é muito triste perder assim, principalmente quando o Benfica  foi a equipa que desde o inicio do jogo mais procurou o golo e a vitória.

 

O Benfica entrou no jogo com uma disposição muito diferente da do último Sábado contra o Porto, hoje entraram  sem medos e com vontade de atacar e de marcar. É verdade que não chegaram muitas vezes à baliza, mas mostraram mais futebol e mais vontade de vencer que o Chelsea.

 

Hoje voltou a provar-se que não são os muitos milhões, os grandes orçamentos ou as grandes estrelas que constroem as grandes equipas, porque hoje o Benfica foi mais equipa e mostrou mais futebol, até ao fatídico minuto 92.

 

Mas o futebol é isto, nem sempre ganha quem mais merece e quem mais faz pela vitória, e o jogo só termina mesmo quando o árbitro apita, foi pena aquela pérdida de bola do Cardozo nos últimos segundos de jogo, o Benfica merecia pelo menos o prolongamento.

 

Pró ano há mais

 

Jorge Soares

PS: E agora que voltamos às competições nacionais, espero que o Guimarães tenha aprendido como se faz, que ainda há outra final.

{#emotions_dlg.porto}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

Cristiano Ronaldo Falha Penalty

Imagem do El País 

 

Ontem antes do início do Barcelona-Chelsea, os comentadores da Rádio nacional de Espanha estavam a combinar a festa que seria relatar a final da liga dos campeões entre duas equipas espanholas, todos davam por certo que a final seria Barcelona - Real Madrid, nem o Chelsea nem o Bayern de Munique teriam pedalada para eliminar as duas melhores equipas do mundo

 

Há pouco, no fim do jogo e após o Real Madrid ter sido eliminado pelo Bayern de Munique, os mesmos comentadores ainda incrédulos com o desfecho dos dois jogos, tentavam em vão, explicar como é que as duas melhores equipas do mundo não iam estar na final e a festa ia ser de outros.

 

A verdade é que o futebol é mesmo isto,  este desporto só existe, só movimenta multidões e muitos milhões, porque vive destas situações, da bola que entra ou não, dos remates ao poste, das grandes defesas dos guarda redes, dos enormes falhanços dos predestinados. A verdadeira magia do futebol está na incerteza do resultado e nem todos os milhões do mundo, nem todas as grandes estrelas são garantia de nada, a única verdadeira certeza é aquela que temos quando o jogo termina e o resultado está feito.

 

Messi Falha Penalty

Desde há muito que todo o mundo dava por certo que no dia 19 de Maio em Munique estariam o Barcelona e o Real Madrid, Cristiano Ronaldo e Messi. Ontem o Barcelona teve 75% de pose de bola, no conjunto dos dois jogos enviaram quatro ou cinco bolas aos postes, mais que os golos marcados pelo Chelsea nas poucas vezes que chegaram à baliza do Barcelona, mas nada disso serviu de nada, porque no fim o que conta são as bolas que entram... e não, não basta ter Messi, porque há dias em que até os deuses erram e aquela imagem do pequeno génio a chutar o penalty para fora da baliza ficará para sempre como o momento que decidiu tudo.

 

Hoje foi Cristiano Ronaldo que falhou um penalty após uma serie impressionante de 19 seguidos sem falhar, hoje falhou, como já tinha falhado outro numa final da Liga dos campeões, a verdade é que só falha quem marca... hoje calhou ao Cr7.

 

Mas está visto que não aprendemos nada, porque mesmo no fim de dois jogos em que a lógica virou uma batata, todos davam o Bayern de Munique como vencedor da final... veremos o que tem o Chelsea a dizer.

 

É esta a verdadeira magía do futebol, glória aos vencedores, honra aos vencidos e viva o futebol espectáculo.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D