Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Às vezes ouço o vento passar

por Jorge Soares, em 15.08.13

O vento

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.

Fernando Pessoa


Lagoa de Óbidos

Julho de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:03

O próprio viver é morrer

por Jorge Soares, em 14.08.13

Instantes

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela.

Fernando Pessoa


Nas margens da Lagoa de Óbidos

Julho de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:02

... os instantes que não vivi junto ao mar

por Jorge Soares, em 13.08.13

Junto ao mar

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto ao mar.

- Sophia de Mello Breyner Andresen

publicado às 17:00

O tempo não é algo que possa voltar atrás

por Jorge Soares, em 12.08.13

O tempo

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Não importa em quantos pedaços partiram o teu coração, o mundo não pára para que os coles. O tempo não é algo que possa voltar atrás.

William Shakespeare

 

Bárcena Mayor, Cabuérniga, Astúrias

Agosto de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:58

saudade

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

 Não se preocupe em tomar a decisão certa... Pois ela não existe..."

Fernão Capelo Gaivota


Uma gaivota observa o fim de tarde junto ao rio Sado

setúbal, Outubro de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:54

O tempo

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...

Mario Quintana

 

Setembro de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:52

Esquecida

por Jorge Soares, em 05.08.13

esquecida

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

Bem melhor sozinho do que com tolos.

La Fontaine 


Jardim do Bonfim

setúbal, Outubro de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:46

O Cisne

por Jorge Soares, em 04.08.13

Cisne

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

"... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Miguel Sousa Tavares


Jardim do Bonfim,

Setúbal, Outubro de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:44

O avião com fundo de vidro da Virgin

Imagem do Público



Por norma não gosto de dias de, ou de dias da, mas se há dia que me irrita mesmo é este, o dia das mentiras, não sei bem porquê, talvez tenha a ver com a minha completa incapacidade de mentir e de enganar, ou com a minha falta de chá para aceitar as brincadeiras parvas, não sei, talvez por um pouco de cada uma destas coisas... certo é que não gosto!

Além disso, se há dia que na sociedade em que vivemos há muito deixou de fazer sentido, é o dia das mentiras. No mundo actual em que tudo é artificial, rápido, digital e está ao alcance da mão, é cada vez mais difícil distinguir entre o que é verdade, o que é mentira e o que de tanto ser repetido, passou de mentira a verdade... veja-se o caso daquele poema das pedras no caminho, eu posso dizer aqui mil vezes que é do Augusto Cury, mas vão aparecer a seguir mil pessoas no Facebook a dizer que é do Fernando Pessoa, em quem acham que o mundo vai acreditar? Se dessem ao Cury um Euro por cada vez que alguém lhe rouba o poema, ele seria de certeza um homem rico.


Houve uma altura em que a internet nos acercava ao conhecimento e nos colocava a informação nas mãos, eu diria que neste momento está a acontecer o contrário, entre tudo o que existe na rede é muito complicado distinguir o que é verdadedo que é mentira ou simplesmente é um invento de alguém sem escrúpulos,  cada vez mais são as mentiras que são tomadas por milhões como sendo verdade.. querem outro exemplo?

 

Aposto que a maioria já leu isto:

 

Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém parea além de nós mesmos ....

 

Não fosse a internet e nunca o teríamos lido, supostamente faz parte de um texto de José Saramago.. segundo a fundação José Saramago, aqui, o prémio Nobel português nunca escreveu tal coisa.

 

E ainda não falei dos políticos, que em prol da eleição e de chegarem ao poder são capazes de venderem ao diabo não só a sua alma  como as almas de todo um país... ou não é isso que o nosso governo está a fazer com o nosso país?

 

Ou seja, vivemos rodeados de mentiras e de mentirosos por todo lado, não seria muito mais inteligente que em lugar do dia das mentiras se instituísse o dia da verdade? ... podia ser já amanhã.. não sei é quem se atreveria a sair à rua em tal dia.

 

Jorge Soares

 

PS:para quem não percebeu o que faz ali o aviazinho da fotografia, é suposto ter piso de vidro, uma das mentiras do dia e que nos mostra como as marcas vão aprendendo a utilizar o dia para fazer publicidade... não é que na maior parte dos casos elas não nos mintam todos os dias.

publicado às 21:51

A esperança de uma Primavera risonha

por Jorge Soares, em 27.03.13

A promessa da primavera

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Se não tivéssemos inverno, a primavera não seria tão agradável: se não experimentássemos algumas vezes o sabor da adversidade, a prosperidade não seria tão bem-vinda.

 

Anne Bradstreet

 

Jardim do Bonfim

Março de 2012

Jorge Soares

publicado às 17:18


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D