Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



fraude.jpg

 

Imagem de aqui

 

Capitulo 1 - o problema é do cartão de crédito

 

O meu telemóvel está a ficar ultrapassado, pelo que decidi comprar um novo, vistos os prós  e contras, no site da Vodafone era mais barato que na loja e decidi encomendar online. Feita a compra com um cartão de crédito, recebi uma mensagem e um mail a confirmar a encomenda.

 

Passados dois dias decidi ir ver como estava o envio e para meu grande espanto, o estado da encomenda era Cancelada

 

Ligo para a linha de apoio, confirmam-me que  a encomenda está cancelada, não,  não me conseguem dizer porquê... O meu mau feitio veio ao de cima, ligo para a assistência ao cliente da Vodafone e depois de falar com 4 pessoas diferentes, o meu número está associado a um contrato empresarial, caso contrário não tinha passado do primeiro, explicam-me que houve um problema com o cartão de crédito.

 

Ligo para a empresa do cartão de crédito e confirma-me que não foi feito nenhum pagamento.

 

Capitulo 2 - Não sabem de quem é a culpa, nem onde está o meu dinheiro.

 

Como queria mesmo o telemóvel e acreditei na desculpa deles (parvo), faço uma segunda encomenda, esta vez com outro cartão de crédito.

 

De novo a história se repete, encomenda cancelada, só que esta vez a empresa do cartão de crédito confirma que o dinheiro saiu mesmo.

 

De novo ligo para lá e de novo as mesmas respostas, não me conseguem dizer porque foi cancelada a encomenda, esta vez não pode ser culpa do cartão de crédito porque o dinheiro já saiu.. Não sabem o que aconteceu, nem como é que me devolvem o dinheiro, vão investigar.

 

A pessoa que me atendeu garantiu que ia ficar com os dados todos e que me ligaria o mais rápido possível... já lá vão 5 dias. Entretanto no fim da conversa a menina disse-me que havia mais casos como o meu e  que há vários dias que o telemóvel que eu pretendia não existe em Stock,,, Curiosamente no site da Vodafone ele nesse dia continuava à  venda, ou seja, não tinham stock mas continuavam a vender, a ficar com o dinheiro  e a cancelar encomendas.

 

A menina que me atendeu pediu-me encarecidamente para responder ao inquérito: De 0 a 10 aconselharia a compra na Vodafone a amigos ou familiares?, sendo que 0 é não aconselharia e 10 ... está-se mesmo a ver que depois disto tudo eu aconselharia a vodafone a alguém.... 

 

Capitulo 3 - Porque é que não recomendaria a Vodafone a amigos e familiares?

 

No dia a seguir recebo um telefonema da Vodafone, achava eu que era para darem resposta ao meu problema, afinal eles tem lá o meu dinheiro e não me explicam porquê nem quando mo devolvem... Não, nada disso, queriam saber porque é que eu não aconselharia a Vodafone a ninguém.

 

A pessoa que me ligou nem se tinha dado ao trabalho de perceber o porquê do meu telefonema, ele queria saber porque é que eu não aconselharia a vodafone a ninguém... o Meu mau feitio veio mesmo ao de cima... Curto e grosso: Porque neste momento para mim a Vodafone está-me a roubar o meu dinheiro.

 

Lá tive que voltar a explicar a situação toda... no fim, muitos pedidos de desculpa, muita compreensão, mas respostas sobre o que tinha acontecido ou quando teria o dinheiro de volta, zero.

 

A seguir a este telefonema finalmente recebi uma mensagem a informar que tinham aberto um processo na Vodafone, note-se, esta era a sexta ou sétima pessoa com quem eu falava e só depois de perceberem que eu tinha uma péssima imagem da Vodafone  e dos seus serviços, é que se decidiram a abrir o processo.

 

Passado mais de 15 dias de ter feito a primeira encomenda, eu não recebi aviso nenhum de cancelamento de encomenda nem nenhuma explicação, em vários dos contactos me garantiram que eu seria contactado... Tirando o caso do senhor que me ligou e não fazia a menor ideia do que se passava, não recebi contacto nenhum da Vodafone a explicar o que se passou com as encomendas, nem por mail, nem por mensagem, nem por telefone,,.

 

Se não tivesse ido verificar, nunca me teriam avisado dos cancelamentos e a dia de hoje, mais de uma semana depois de me terem ficado com o dinheiro, ninguém me deu explicação nenhuma nem me dizem quando mo devolvem.

 

Quanto à seriedade e fiabilidade das compras no site da Vodafone, estamos conversados.

 

Acho que vão haver mais capítulos.. .mas garanto que nem que o telemóvel me custe o dobro noutro sitio, a estes senhores não compro mais nada.

 

Update - a dia de hoje continuam sem me ligar e sem me dar qualquer explicação, entretanto por portas travessas, alguém fez o favor de me colocar directamente em contacto com uma pessoa que trabalha lá, fiquei a saber que a encomenda foi cancelada por suspeita de fraude no cartão de crédito e que o dinheiro já tinha sido devolvido

 

Evidentemente liguei de imediato para a empresa responsável pelo cartão, confirmaram que o dinheiro tinha sido creditado. Não tem qualquer informação sobre a suspeita de fraude,ninguém os avisou e não há nem nunca houve qualquer problema com o meu cartão... que aliás raramente utilizo.

 

Se há uma suspeita sobre fraudes de cartão de crédito, não seria do mais  elementar bom senso avisarem a empresa emissora? Pois, pelos vistos para a Vodafone não

 

Jorge Soares

publicado às 22:01

Onde anda o rigor alemão?

por Jorge Soares, em 22.09.15

volksvagen1.jpg

 

Imagem de aqui

 

Tudo começou com  um estudo que pretendia mostrar que os carros a gasóleo podem ser menos poluentes que os a gasolina, não se sabe muito bem como vai terminar, mas para já ficou bem à vista que o famoso rigor e seriedade alemães são se não um mito, pelo menos coisa do passado

 

O estudo descobriu que a Volkswagen, a jóia principal e destacada ponta de lança da indústria e economia alemãs, planeou e executou uma fraude de proporções gigantescas para vender como ecológicos carros que não só não o são como em alguns casos, segundo as noticias,  ultrapassam em mais de 40 vezes os limites americanos para emissões permitidas.

 

Em lugar de desenvolver motores realmente ecológicos e com baixas emissões, a empresa alemã desenvolveu um software capaz de manipular as emissões de modo a que nas medições o carro esteja dentro dos limites.

 

Os responsáveis alemães já admitiram que esta gigantesca fraude afecta não só os carros vendidos nos Estados Unidos, mas também muitos outros vendidos por todo o mundo, serão ao todo perto de 11 milhões de carros.

 

É difícil perceber como irá terminar tudo isto, não estou a ver que seja possível substituir o motor a 11 milhões de carros, que seria a medida lógica a tomar no caso de outra peça qualquer, mas é caso para perguntar: O que aconteceu com o tão famoso rigor e seriedade alemãs?

 

Entretanto a empresa perdeu mais de um terço do seu valor em bolsa nos últimos dois dias, pelo menos nos Estados Unidos vai ser muito complicado que alguma vez volte a recuperar o nível de vendas e por todo o mundo vai demorar anos a recuperar o prestigio que tinha até agora.

 

As primeira noticias diziam que os carros fabricados na Autoeuropa não estariam entre os afectados pela fraude, mas isso foi antes da noticia dos 11 milhões de veículos em todo o mundo. Quer-me parecer que não há forma de passar ao lado, mesmo que os carros fabricados cá não tenham os motores em causa, não há forma de fugir ao desprestigio da marca e À baixa de vendas que tudo isto irá causar.... A Autoeuropa é a empresa que mais exporta em Portugal, são muito más noticias para a economia portuguesa que tanto depende das exportações.

 

Nos últimos 4 anos ouvimos e sentimos muitas vezes o desprezo e a sobranceria com que alguns alemães olham para os outros povos, especialmente para os do sul da Europa, talvez tudo isto lhes ensine que afinal não são assim tão melhores que os outros. Quem sabe e agora percebem  que pessoas desonestas e pouco rigorosas há em todos os lados, até na Alemanha.

 

Jorge Soares

publicado às 22:14

Juncker e a mulher de César

por Jorge Soares, em 12.11.14

Juncker.jpg

 

Imagem do Público

 

"Como podemos acreditar em alguém que liderou o Luxemburgo na época em que este serviu de paraíso fiscal para mais de 300 empresas?"

 

Terá sido mais ou menos esta a pergunta que alguém fez a Jean-Claude Juncker quando este hoje se apresentou quase como o paradigma da justiça europeia contra a fraude fiscal.

 

Depois de uma semana em silêncio, o agora presidente da união europeia decidiu que o melhor mesmo era a fuga para a frente e veio a publico apresentar uma campanha europeia contra a evasão fiscal e os regimes especiais que permitem às empresas pagar menos impostos.

 

Do pouco que ouvi concordo com o senhor numa coisa, este tipo de situações só acontece porque não há na Europa uma verdadeira harmonização fiscal, enquanto não houver uma convergência real a este nível, as empresas irão sempre fugir para os países onde a situação lhes seja mais favorável, afinal o objectivo de qualquer empresa é o lucro e a menos impostos, mais lucro.

 

Mas isto não implica que este mesmo Juncker que agora se apresenta como o lutador contra a fraude, não tenha sido o mesmo que durante anos se aproveitou dessa mesma fraude para ter condições excepcionais e muito dinheiro para governar.

 

Ele pode dizer o que queira, mas não me parece que ele não soubesse de onde vinha o dinheiro que criava as condições para que o Luxemburgo tivesse um enorme crescimento económico. Há quem diga que o que se fazia no Luxemburgo não era crime, era só uso e  abuso de métodos legais, mas a verdade é que com eles as empresas lucraram milhões, milhões esses que deixaram de entrar nos países de origem e que de certeza os prejudicaram na mesma forma em que beneficiavam  o Luxemburgo.

 

A união Europeia abriu um processo de investigação contra o Luxemburgo, processo que dificilmente dará em algo, mas a verdade é que Juncker fica muito mal na fotografia, é que um ex primeiro ministro e agora presidente da união europeia, não só deve ser sério, deve também parecer... e convenhamos que visto desde aqui, não parece lá muito.

 

Jorge Soares

 

publicado às 23:33

Para que serve o Banco de Portugal?

por Jorge Soares, em 04.08.14

Henricartoon

 

Imagem do HenriCartoon

 

Na sexta feira passada eu perguntava "Quanto tempo dura o BES?", ainda nem tive tempo de responder aos comentários do post, mas a resposta não demorou, tal como eu previa no fim do post, o BES já era!

 

Ontem era dia de encerramento da Feira de Santiago em Setúbal, e encerrou em grande com um concerto de Pedro Abrunhosa que terminou madrugada dentro, não ouvi a declaração de Carlos Costa nem os diversos comentários dos economistas, sei que há neste momento opiniões para todos os gostos, há quem aplauda a solução e quem ache que simplesmente se deveria ter deixado o banco falir.

 

Depois de tudo o que já ouvi e li, continuo na minha, deixar falir o segundo maior banco do país seria o mesmo que convidar a Troika a vir cá passar o natal, as consequências para o estado e para a economia seriam de tal ordem que o melhor era arranjar casa para os senhores da Troika se mudarem para cá por muito tempo.

 

Não sei se a solução encontrada será a melhor ou não, mas não tenho dúvidas que será de certeza muito melhor que deixar milhares e milhares de pessoas com contas e créditos penduradas num banco falido.

 

quem ache que se deveria deixar falir e usar a fortuna da família Espírito Santo para pagar, esquecem-se que essa fortuna estava na sua maior parte nos 20% que eles tinham no BES, 20% que há três meses equivaliam a quase 2 mil milhões de Euros e que agora valem 0. É claro que eles tem mais bens, mas a verdade é que esses outros bens valem migalhas em comparação com o dinheiro e os créditos que existem no BES.

 

Encontrada a solução, resta agora apurar responsabilidades, não só as responsabilidades criminais de quem com uma gestão e decisões fraudulentas, levou o banco a esta situação, mas também as responsabilidades de quem deveria supervisionar e evitar que isto chegasse a este ponto e que pelos vistos esteve a olhar para outro lado durante anos. 

 

Como é que com tudo o que está a aparecer agora, o BES conseguiu passar com boa nota nos testes a que foi submetido há bem pouco tempo?

 

Depois do que aconteceu com o BPN e agora com o BES, a questão que se coloca e que seria bom que alguém respondesse é: Para que serve o Banco de Portugal?

 

Jorge Soares

publicado às 23:49

Leilão de clientes de electricidade

Imagem do Público 

 

Sim, eu fui um dos que aderiu no site da Deco, um dos 500 mil, aderi porque achei que era uma ideia interessante e porque acreditei que dali ia realmente sair algo de positivo.. Como a muita gente achei que umas centenas de milhares de clientes seria algo apelativo para as empresas eléctricas. 

 

Achei um bocado estranho quando li que a EDP estava a ponderar se participaria ou não no leilão, na altura a coisa já ia em mais de 300 mil inscritos e não estava a ver como é que eles tinham dúvidas... . A DECO é uma associação de defesa do consumidor, é verdade que também é aquela empresa que semana sim semana não, me inunda a mailbox com spam, mas pronto, pareceu-me que esta vez, spam à parte, até poderia sair de ali algo positivo... engano meu.

 

Hoje saiu a público que a DECO, a associação de defesa do consumidor, tinha umas letras pequeninas no leilão, sim, devem ser letras pequeninas , porque quando eu me inscrevi não vi referência a isso em lado nenhum..e sim, se tivesse visto não sei se me inscrevia, letras pequeninas que diziam que a empresa vencedora teria que pagar 15 Euros por cada contrato assinado. Ora, 15 Euros vezes 500 mil contratos são qualquer coisa como... mais de sete milhões de Euros.

 

É claro que ter ideias custa dinheiro.. mas 15 Euros por contrato?... se tivessem pedido 1 euro por contrato eram 500 mil Euros... uma pipa de massa, até era coisa que se aceitasse, mas 15 Euros?

 

É claro que com este valor, os fornecedores eléctricos foram desistindo e no fim restou uma empresa no leilão... ora, para mim um leilão com um único licitante tem outro nome, adjudicação...  e toda esta história do leilão eléctrico passou a anedota.

 

Não sei que preços terá a empresa vencedora, mas aposto que arranjo mais barato na concorrência.. e mesmo que não arranje, eu não gosto de ser tomado por parvo, se alguém quer ganhar dinheiro à minha custa, faz favor de me avisar primeiro, já basta o spam.

 

Update: Hoje anunciaram os valores apresentados pela Endesa, no meu caso e como tenho tarifa bi-horária, teria uma desconto de 1,5 %, ou seja, quase podia dizer que os 15 Euros que a Deco embolsaria se eu assinasse o contrato seriam mais que o que eu iria poupar.. ridículo.

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:43

Power Ballance ou power fraude?

Imagem do Público

 

Power Balance obrigada a admitir na Austrália que pulseiras do equilíbrio não funcionam

 

Não sei o que me admira mais, se o facto de as pessoas ainda acreditarem nestas coisas e se darem ao luxo de deitar alegremente o dinheiro ao lixo, ou o facto de haver uma empresa que a nível mundial consegue ter sucesso com uma fraude deste tipo e depois ter, como na Espanha, multas ridículas de 15000 Euros.

 

O triste disto tudo é que como alguém dizia por aí, "Perde-se assim uma ferramenta muito valiosa na detecção de gente burra"

 

Jorge Soares

publicado às 16:54


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D