Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Caster Semenya

 

Normalmente estou na Espanha na altura dos campeonatos do mundo de atletismo, há uns 12 anos atrás passei um momento delicioso, estava eu nas Astúrias, era a final dos 1500 metros e os espanhóis tinham 3 atletas, a corrida era transmitida na radio e para os comentadores espanhois aquilo eram favas contadas, as 3 medalhas estavam ganhas. Não contavam com o aparecimento de um português bem jovem, Rui Silva de seu nome, que saindo de trás, deixou os espanhóis e os outros pregados ao chão e levou a medalha de ouro.

 

Esta vez não foi excepção, em quase tudo, que eu ainda tive esperança que o Rui aparecesse outra vez. Na final dos 800 metros femininos havia uma espanhola da qual não reza a história. A vencedora foi uma jovem de 18 anos, Caster Semenya, que deixou todas as outras concorrentes muito para trás, tal a sua superioridade. No final da corrida nenhuma das adversárias a foi cumprimentar e desde então a polémica não parou de crescer.

 

Um ano antes esta atleta não aparecia sequer nos rankings, teve uma evolução de sete segundos em poucos meses e o seu aspecto forte e musculado tem muito pouco de feminino e muito de masculino. Se a isto unirmos um treinador que veio da Ex RDA e esteve ligado a casos de doping que em alguns casos terminaram com ex atletas da Alemanha do Leste mudar de sexo, tal os efeitos dos químicos nos seus corpos, temos todos os ingredientes para uma enorme polémica.

 

Os testes de género foram abolidos pela Federação internacional de atletismo no final da década de 90 porque se considerou que eram degradantes para as atletas, os primeiros testes feitos à atleta mostraram que tinha um nível de tostesterona 3 vezes superior ao normal para uma mulher, mas será isto natural?, resultado de doping?, ou indiciador de algo mais?

 

Se pensarmos bem, o que define uma mulher?, os seus orgão sexuais?, as composição química do seu corpo?, o seu aspecto?, será que podemos definir o género de alguém por qualquer um destes itens?

 

Parto do principio que ela tem orgão sexuais femininos, por aí será mulher, a beleza é algo relativo, existem muitas mulheres no mundo com aspecto másculo, há inclusive quem faça por isso sem deixar de ser mulher.

 

Se pensarmos bem, qualquer campeão do mundo é alguém que sai dos parâmetros: Usain Bolt, Lance Amstrong, os jogadores de basquetebol que graças a doenças hormonais crescem até medidas que estão fora de qualquer parâmetro, todos são pessoas que por um motivo ou outro utilizam deficiências ou alterações  da natureza em seu proveito e se tornam grandes campeôes porque saem dos parametros, em alguns casos de uma forma gritante.

 

Entretanto a vida de Caster Semenaya está pendente de uns testes que não se percebe bem porque são feitos, afinal, e partindo do principio que não é resultado de nenhum novo

Caster Semenya, o que define uma mulher?

 

 esquema de doping, ela como quealquer outro campeão, só aproveitou em seu proveito os dons que a natureza lhe deu .... será justo que ela tenha que passar por isto?

 

Hoje uma noticia do Público diz o seguinte:

 

A polémica campeã mundial dos 800 metros, a sul-africana Caster Semenya, cujo aspecto másculo lançou dúvidas sobre a sua identidade sexual, aparece na capa de uma revista do seu país envergando um vestido preto sem mangas, maquilhada e penteada, sob o título “Wow, vejam como está a Caster agora!”.

 

 

Olhando para a fotografia, volto a perguntar:O que define que alguém é homem ou mulher?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:46


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com


Posts mais comentados





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D