Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#pl118, a lei da cópia privada, episódio 3

por Jorge Soares, em 30.07.14

Diga não à lei da Cópia privada

 

Primeiro foi o PS, depois foi este governo há pouco mais de um ano, das duas vezes a enorme discussão que se gerou à sua volta fez com que o projecto de lei fosse engavetado e quem o propôs saiu de cena de fininho. Agora voltou a aparecer basicamente a mesma coisa... como a coisa é a mesma e os argumentos até são os mesmos, deixo aqui o que escrevi da primeira vez em que se falo disto:

 

Basicamente do que se está a falar é que a partir de agora, todos nós independentemente  de consumirmos ou não artigos digitais (música, filmes, séries, etc), vamos passar a pagar direitos de autor. Cada vez que compramos um computador, uma pen, um disco externo ou interno para o computador, um telemóvel, um ipad, um cartão de memória para a máquina fotográfica, qualquer coisa que sirva para armazenar bytes, uma parte do que estamos a pagar, vai para os direitos de autor.

 

Se pensarmos bem, isto nem é nada de novo, afinal Portugal é aquele país em que qualquer contador de electricidade paga uma taxa de radiodifusão tenha ou não ligado a ele um rádio... imagino que a seguir, e como nas pessoas deixaram de andar nas  ex scuts, vão acabar com as portagens e passar a incluir um valor no preço de cada pneu que se venda, para que todos paguemos as auto-estradas... assim de repente é a mesma coisa.

 

É claro que eu não tenho nada contra a existência dos direitos de autor, a cultura só existe porque há pessoas com a capacidade criativa suficiente para converter ideias em obras de arte e essa capacidade deve ser recompensada, o que não me parece justo é que se tente resolver o problema criando uma lei cega em que todos pagamos independentemente de consumirmos ou não as obras taxadas.

 

Porque tem que pagar a empresa em que eu trabalho um valor para os direitos de autor se quando compra um servidor e/ou discos estes nunca serão utilizados para armazenar o que quer que seja sujeito a direitos  e sim a informação de gestão da empresa? porque tenho que pagar direitos de autor quando compro um cartão de memória para a minha máquina fotográfica se o autor das fotografias sou eu?, será que posso ir a algum lado buscar a minha parte dos direitos de autor?.. é claro que não, eu só tenho direito a pagar. 

 

Evidentemente o que vai acontecer é que vão subir os preços de tudo o que é material informático, o segundo efeito imediato, é que eu, que tal como tinha dito aqui até achava que fazer downloads piratas era crime, vou-me sentir legitimado para passar a sacar músicas e filmes da net como faz a maioria, afinal, eu até já paguei os direitos de autor..

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

De novo a lei da cópia privada

por Jorge Soares, em 07.02.13

Diga não à lei da Cópia privada

 

Há um ano a proposta de lei era do PS, a enorme discussão que se gerou à sua volta fez com que o projecto de lei fosse engavetado e quem o propôs saiu de cena de fininho. Agora basicamente a mesma proposta é apresentada pela maioria mas como o que se pretende não é uma discussão pública, as coisas estão ser feitas no segredo dos gabinetes de modo a que não se levantem muitas ondas. De novo, não fosse a Jonas e tudo isto me teria passado ao lado. Como os pressupostos não mudaram, deixo o que escrevi naquela altura.

 

Basicamente do que se está a falar é que a partir de agora, todos nós independentemente  de consumirmos ou não artigos digitais (música, filmes, séries, etc), vamos passar a pagar direitos de autor. Cada vez que compramos um computador, uma pen, um disco externo ou interno para o computador, um telemóvel, um ipad, um cartão de memória para a máquina fotográfica, qualquer coisa que sirva para armazenar bytes, uma parte do que estamos a pagar, vai para os direitos de autor.

 

Se pensarmos bem, isto nem é nada de novo, afinal Portugal é aquele país em que qualquer contador de electricidade paga uma taxa de radiodifusão tenha ou não ligado a ele um rádio... imagino que a seguir, e como não conseguem que as pessoas paguem as ex scuts, vão acabar com as portagens e passar a incluir um valor no preço de cada pneu que se venda, para que todos paguemos as auto-estradas... assim de repente é a mesma coisa.

 

É claro que eu não tenho nada contra a existência dos direitos de autor, a cultura só existe porque há pessoas com a capacidade criativa suficiente para converter ideias em obras de arte e essa capacidade deve ser recompensada, o que não me parece justo é que se tente resolver o problema criando uma lei cega em que todos pagamos independentemente de consumirmos ou não as obras taxadas.

 

Porque tem que pagar a empresa em que eu trabalho um valor para os direitos de autor se quando compra um servidor e/ou discos estes nunca serão utilizados para armazenar o que quer que seja sujeito a direitos  e sim a informação de gestão da empresa? porque tenho que pagar direitos de autor quando compro um cartão de memória para a minha máquina fotográfica se o autor das fotografias sou eu?, será que posso ir a algum lado buscar a minha parte dos direitos de autor?.. é claro que não, eu só tenho direito a pagar. 

 

Evidentemente o que vai acontecer é que vão subir os preços de tudo o que é material informático, o segundo efeito imediato, é que eu, que tal como tinha dito aqui até achava que fazer downloads piratas era crime, vou-me sentir legitimado para passar a sacar músicas e filmes da net como faz a maioria, afinal, eu até já paguei os direitos de autor..

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56

Diga não à taxa dos direitos de autores

Imagem do Facebook

 

Este é um daqueles assuntos que vá lá perceber-se porquê, tem passado ao lado da comunicação social, não fossem os posts da Jonas e o assunto tinha-me passado completamente ao lado. O projecto de lei é do PS e está a ser discutido na especialidade.

 

Basicamente do que se está a falar é que a partir de agora, todos nós independentemente  de consumirmos ou não artigos digitais (música, filmes, séries, etc), vamos passar a pagar direitos de autor. Cada vez que compramos um computador, uma pen, um disco externo ou interno para o computador, um telemóvel, um ipad, um cartão de memória para a máquina fotográfica, qualquer coisa que sirva para armazenar bytes, uma parte do que estamos a pagar, vai para os direitos de autor.

 

Se pensarmos bem, isto nem é nada de novo, afinal Portugal é aquele país em que qualquer contador de electricidade paga uma taxa de radiodifusão tenha ou não ligado a ele um rádio... imagino que a seguir, e como não conseguem que as pessoas paguem as ex scuts, vão acabar com as portagens e passar a incluir um valor no preço de cada pneu que se venda, para que todos paguemos as autoestradas... assim de repente é a mesma coisa.

 

É claro que eu não tenho nada contra a existência dos direitos de autor, a cultura só existe porque há pessoas com a capacidade criativa suficiente para converter ideias em obras de arte e essa capacidade deve ser recompensada, o que não me parece justo é que se tente resolver o problema criando uma lei cega em que todos pagamos independentemente de consumirmos ou não as obras taxadas.

 

Porque tem que pagar a empresa em que eu trabalho um valor para os direitos de autor se quando compra um servidor e/ou discos estes nunca serão utilizados para armazenar o que quer que seja sujeito a direitos  e sim a informação de gestão da empresa? porque tenho que pagar direitos de autor quando compro um cartão de memória para a minha máquina fotográfica se o autor das fotografias sou eu?, será que posso ir a algum lado buscar a minha parte dos direitos de autor?.. é claro que não, eu só tenho direito a pagar. 

 

Evidentemente o que vai acontecer é que vão subir os preços de tudo o que é material informático, o segundo efeito imediato, é que eu, que tal como tinha dito aqui até achava que fazer downloads piratas era crime, vou-me sentir legitimado para passar a sacar músicas e filmes da net como faz a maioria, afinal, eu até já paguei os direitos de autor..

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

Imagem do Público 

 

Morreu um ícone dos tempos em que vivemos, um homem que nos mostrou que é possível mudar o mundo, um génio que soube estar no lugar certo no momento certo para deixar uma marca forte e bem visível para o futuro.

 

Partindo do nada Jobs construiu uma marca que se empenhou principalmente em inovar, estando sempre um ou vários passos à frente da concorrência, foi construindo a norma para o que é hoje a informática. Sem ele, sem a sua visão, sem as suas ideias o mundo seria de certeza muito diferente. O seu legado marcará o futuro desta e de muitas gerações. Steve Jobs 1955-2011.

 

 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:46

Sobre as Receitas electrónicas e a crise

por Jorge Soares, em 28.07.11

Receitas electrónicas

Imagem do Correio da manhã

 

Para quem não sabe, a partir da próxima segunda feira, as normais receitas escritas com gatafunhos que ninguém consegue ler e com vinhetas coladas vão passar à história. A partir de 1 de Agosto é obrigatória a utilização das receitas electrónicas pelo menos para os medicamentos comparticipados pelo estado.

 

Sou o responsável na empresa pela aplicação informática que faz a gestão da medicina no trabalho, desde há largos meses quando se começou a falar do assunto, combinei com o fornecedor a instalação do módulo que permite o tratamento e impressão das ditas receitas.  Há uns três meses que tinha na minha gaveta o CD com o programa, a semana passada fizemos a instalação e temos tudo pronto... bem, tudo não, para que se possam imprimir receitas são necessários os códigos oficiais que nos serão fornecidos pelo ministério da saúde.

 

Hoje 28 de Julho, não temos a menor ideia do estado do processo, já enviamos a documentação duas vezes para dois sitios diferentes, não recebemos os códigos e ninguém faz a minima ideia de quando iremos receber... mas, o prazo oficial para a entrada em funcionamento obrigatório da coisa continua a ser o dia 1 de Agosto. Com férias marcadas a partir de amanhã, eu estava a ficar preocupado... depois de uma conversa com a médica despreocupei-me, primeiro porque ela também vai de férias, segundo, porque segundo ela ninguém tem os códigos e ninguém está preocupado.

 

Mas as minhas conversas com a médica são sempre interessantes, ela é médica de família num dos centros de saúde de Lisboa, onde quando se começou a cortar nas despesas, das primeiras coisas que faltou foram os tonners das impressoras, há meses que não se imprime nada porque o economato não os compra. Ora, receitas electrónicas sem tonners para as imprimir, deve ser uma coisa engraçada.

 

Mas a lei prevê algumas excepções para que se continue a emitir receitas escritas à mão, uma é a falha informática, ora... falta de dinheiro para Tonners é uma grave falha informática ... está-se mesmo a ver no que isto vai dar.

 

Mas o que eu achei mais engraçado é que está prevista uma excepção para os médicos que se declarem oficialmente infoexcluídos... o que é ser infoexcluído?.. é declaradamente não ter capacidades para utilizar um computador e um programa informático..... dúvida... haverá alguém que confie num médico que se declare incapaz de utilizar um programa informático para emitir receitas? ... medo!

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

Ipad 2 esgotado em Portugal

Imagem do Público

 

Vi as notícias  na sexta feira e não queria acreditar, filas de horas para comprar o IPAD 2, o ultimo gadget da apple.. que custa entre 500 e quase 800 Euros. Hoje o Público diz o seguinte:

 

A Apple está em dificuldades para responder à procura do novo modelo do iPad. Em Portugal, muitas lojas viram esgotar o iPad 2 logo no primeiro dia.

 

Alguém ouviu falar de uma crise?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43

Não há censos 2011 para ninguém...

por Jorge Soares, em 21.03.11

Não há censos para ninguém

 

Hoje é o primeiro dia para o preenchimento do Censos 2011 pela internet, todos sabemos que Tuga que se preze deixa tudo para o último dia, ora, se o prazo de preenchimento termina a 10 de Abril, eu imaginei que lá para o dia 6 o sistema começasse a ficar lento,  há bocado e ante a insistência da minha meia laranja para que eu despachasse a coisa, tentei aceder ao Site... com o resultado que podemos ver acima.. isto às 10 da noite quando por norma as coisas estão mais calmas.

 

Eu sou informático, sei que não há forma nenhuma de desenhar e montar um sistema que seja infalível aos picos de utilização, por muito robusta que a coisa seja, por muito bem desenhado que esteja, se todos os seus potenciais utilizadores tentam lá chegar ao mesmo tempo, vai haver engarrafamento... lentidão e em casos extremos, o arriar de todo o sistema.

 

Ninguém desenha um sistema para ter ao mesmo tempo 10 milhões de portugueses, porque a probabilidade de eles lá irem ao mesmo tempo será muito próxima de zero, quer dizer, até era possível desenharem e montarem algo assim, mas o preço de tal sistema ia levar o défice nacional aí para uns 90%.. e ninguém quer tal coisa.

 

Mas que um sistema colapse logo no primeiro dia quando se supõe que o número de acessos até nem é assim tão alto, é mais difícil de aceitar, até porque há bem pouco tempo tínhamos tido um problema semelhante com o site do número de eleitor,  se há coisa que os informáticos costumam fazer é aprender com os erros, pelo vistos os informáticos do estado não aprendem nada... bom, também é verdade que podem não ter sido os mesmos.

 

Ora, se o problema com o número de eleitor que nem foi assim tão grave, o site esteve sempre em cima só ficou mais lento, fez rolar cabeças de directores, desta vez com o site completamente em baixo no mínimo vão cair ministros, não?

 

Por certo, o senhor.. ou senhora, do censos, passou por cá durante o dia quando só estava a dona Cacilda, que nem aqui mora e só cá passa para dar um jeito na arrumação. Só deixou o impresso do alojamento familiar e a senha para a internet, ou seja, mesmo que eu queira preencher em papel... népias... não há censos 2011 para ninguém

 

UPDATE

 

Por volta das 11 da noite consegui entrar, mas ao meter senha e password... obtenho a seguinte mensagem:

 

ATENÇÃO: 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Informática:Que computador portátil comprar?

por Jorge Soares, em 26.01.10

Notebooks e portáteis

 

Imagem da internet

 

Ando há uns tempos para comprar um portátil, o meu tem uns 5 anos, tem pouco espaço, é pesado e muitas vezes muito lento....  tenho ido adiando e entretanto outros valores se levantam.. como uma viagem à casa da cegonha, que no nosso caso mora em Cabo Verde... mas isso é outra história.

 

Estes dias uma colega chegou ao pé de mim meio furiosa, tinha comprado um portátil no dia anterior  e de tão deslumbrada com o bichinho pequenino e levezinho, na altura da compra nem reparou num pequeno detalhe....  não tinha leitor de CDs... ora, um pequeno detalhe... excepto quando queremos instalar software tipo o office.....

 

A maioria das pessoas nem repara, mas no mercado há laptops e notebooks, os notebooks são aqueles portáteis pequeninos, levezinhos e bem giros que ainda por cima anda na maior parte dos casos abaixo dos 400 Euros. Os laptops são os outros, os grandes que custam por norma mais de 500 Euros.

 

Mas a diferença não está só no preço, para manter os notebooks baratos, a industria definiu limites para os componentes, sendo que normalmente os processadores tem mais de um ano de vida, as placas gráficas tem menos resolução, levam menos memoria, não tem leitor de cd, etc...é claro que no fim, estas limitações são um preço a pagar muitas vezes demasiado alto, há uns tempos li um comparativo, um dos testes consistia em reproduzir vídeos do Youtube, quase nenhum conseguia reproduzir vídeos em alta definição, e havia alguns que tinham dificuldade nos vídeos normais.

 

Para além desta limitação, há o tamanho do monitor, normalmente abaixo das 13 polegadas. Voltando à minha amiga, dizia ela que era levezinho e portanto ela podia-o levar nas viagens,  .. quais viagens?... pois, lá muito de vez em quando ela faz uns passeios.

 

Comprar leve e barato (notebook)  está na moda quando se fala de computadores, quanto a mim só se justifica a compra de um destes pcs se a pessoa viaja realmente muitas vezes e o utiliza como segundo computador, caso contrario, para utilização diária e a menos que não queira aumentar drasticamente a conta do oculista, só com um monitor externo de tamanho normal e isto para quem não utiliza programas pesados. Se trabalha diariamente no computador, gosta de ver uns dvds, se como eu tem o Hobby da fotografia, nesse caso é melhor pensar em gastar mais duzentos ou 300 Euros e comprar um Portátil de tamanho mais normal e da ultima geração...  

 

Quanto a mim, vou instalar o linux aqui no meu velho amigo e dar-lhe uma segunda vida de velocidade, não troco o meu monitor de 15,4 por nada mais pequeno.... gosto de ver as minhas macros em tamanho grande.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

O Spam já é mais de 90% do mail que recebemos

Imagem da internet

 

Lá no emprego o meu mau feitio é sobejamente conhecido, uma grande parte da minha (má) fama vem da época em que ainda não havia filtros no servidor de mail da empresa e entrava o lixo todo. Desde as latas com mijo de ratos,  até ao dos telemóveis da Nókia, passando pelas criancinhas doentes, os pedidos de sangue, o dos radares na via verde, passando por todos os que davam má sorte se não enviares para não sei quantas pessoas, são milhares e milhares de mails, gigabytes e gigabytes de lixo digital que entope os servidores de mail em todo o mundo. Neste momento mais de 90% do mail que chega a qualquer empresa é lixo, é incrível a largura de banda que é ocupada com mail que nunca pedimos e que na maior parte dos casos (se os servidores estiverem bem configurados) ninguém vai saber sequer que existe.

 

Houve uma altura em que cada vez que recebia um desses mails, ia directamente ao google e passados dois minutos enviava de volta com a explicação de porque era falso, com o tempo deixei de receber, não porque as pessoas deixassem de reenviar, mas sim porque passaram a não enviar para mim. Há coisas que não consigo entender, o que faz alguém acreditar que se não enviar um mail que na maior parte das vezes é parvo, ou lamechas, ou idiota, ou impossível, ou qualquer combinação de tudo isto, lhe poderá acontecer algo mau?

 

Uma vez questionei uma das secretárias porque o fazia, a resposta foi: - Eu sei que não faz sentido, mas não consigo evitar! .. esclarecedor!.. pensando bem, há vícios bem piores.

 

Tudo isto não passaria de bytes perdidos e redes mais lentas se por trás não existissem coisas bem mais graves, nem tudo o que vem com eles é inocente, desde pessoas que se dedicam a compilar listas de endereços de mail para vender a bons preços, até emails que tem claramente um intuito de marketing negativo para denegrir o bom nome de pessoas ou empresas, há de tudo. Mas há utilizações que entram claramente pelo domínio da ilegalidade, como o envio de vírus e de programas zombies para caçar passwords, ou programas que abrem portas que facilitam a espionagem industrial, ou.... tantas outras coisas, o Spam há muito que se converteu num negócio de muitos milhões.

 

Mas há coisas que me espantam mesmo, hoje, mais de 10 anos depois, voltei a receber um dos primeiros mails que me chegaram, diz assim:

 

Aparentemente, Bill Gates está a partilhar uma porção da sua fortuna. O MS WINDOWS continua a ser o sistema operativo mais utilizado, e isto não é mais do que um teste para a Microsoft e a AOL avaliarem isso pelo nº de envios/reenvios deste mail.

 

Esta frase não mudou nada em mais de 10 anos, lembro-me de que na altura este mail gerou uma discussão e não consegui convencer a pessoa que mo enviou que não há nenhuma forma em que o Bill gates possa saber quem reenviou isto ou não. Na altura a discussão terminou quando eu perguntei ao colega se ele também acreditava no pai natal.. e ele furioso e com copia para umas 20 pessoas, respondeu que sim.

 

Faça como eu, cada vez que receber um destes mail em cadeia, antes de reenviar vá ao google, coloque o titulo do mail, e veja o que encontra, quase de certeza algures está a explicação sobre o porquê é falso... acredite, funciona em mais de 99% dos casos.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

Os mails do Sr Cavaco Silva

por Jorge Soares, em 30.09.09

O antivirus do cavaco silva

 

Imagino que a esta hora já ninguém pode ouvir falar de aquilo que (não) disse ontem o Sr Presidente da República.... bom, se alguém percebeu algo do que foi dito por ele, faz favor de me explicar, porque na verdade, para além de perceber que o homem estava com um ar ainda mais chateado e carrancudo que o costume, eu não consegui perceber para que diabos ele veio ocupar aquele espaço na televisão. É de bom tom quando não temos nada de jeito para dizer, estarmos calados, em boca fechada não entram moscas.... nem sai asneira!

 

Mas houve uma parte do discurso (????) que me chamou a atenção, diz o senhor que não sabe se os seus emails estão em segurança. Não sabe ele e não pode saber ninguém, na internet não há absolutamente nada muito seguro, mas se há coisa que é inseguro... isso é o email. É das regras básicas de segurança, que por email não se enviam utilizadores e passwords, nem informação que não queremos que apareça escarrapachada num jornal qualquer.... isto na melhor das hipóteses, porque quando falamos de segredos nacionais.... 

 

Para começar, qualquer sistema de mail tem um ou vários administradores, informáticos que tem acesso a tudo o que se passa nos seus servidores e que evidentemente, conseguem ler e reenviar para outro lado qualquer, os emails que lhe passam pelos olhos, e há sempre pelo menos dois, um do lado que envia e outro do lado que recebe. Isto para já não falar naqueles que utilizamos o Gmail, ou o yahoo, ou outro qualquer da internet, quem sabe quem estará lá na América.. ou noutro sitio qualquer onde estão guardados os servidores, a espiolhar aquilo que enviamos e recebemos.

 

Quando enviamos um mail, este é transformado em texto corrido e enviado de servidor em servidor até chegar ao seu destino, a probabilidade de no meio haver um programa qualquer que pega em tudo o que passa e faz uma pesquisa por palavras chaves... é maior que o que possa parecer... os americanos até tinham um projecto chamado Echelon... que oficialmente não existia, mas que dizem as más línguas, foi desenvolvido para isto.

 

Concluindo, o sr Cavaco devia ter uma conversinha com os seus acessores para a área das tecnologias, de modo a perceber que existem modos de tornar os mails mais seguros, ou que não se enviam informações importantes por mail.... isto para depois não vir dizer estas coisas para a televisão... é que eu hoje passei o dia a ouvir piadas sobre se os mails lá da empresa eram do mesmo tipo dos do presidente. Ele amanhã tem uma audiência com o Sócrates.. se não partirem logo para a violência, pode aproveitar para meter uma cunha para um Magalhães.. que sempre vem com um antivirus... só dura seis meses é verdade.. mas depois a malta explica como se pirateia a coisa.

 

Jorge Soares

 

PS:Eu sei que o assunto é sério... mas eu já não aguento mais assuntos sérios

PS2: Vão e votem na cortiça

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D