Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Maria de Lurdes Rodrigues e a mulher de César

por Jorge Soares, em 15.09.14

Maria de Lurdes Rodrigues

 

Imagem de aqui

 

Todo o mundo é inocente até que se prove o contrário, hoje Maria de Lurdes Rodrigues, na sua qualidade de política foi condenada a 3 anos e  meio de prisão por prevaricação. O delito terá sido cometido enquanto era ministra da educação.

 

A senhora foi condenada "no caso da contratação, por ajuste directo, do irmão do dirigente do PS Paulo Pedroso para que este fizesse uma compilação da legislação portuguesa sobre o ensino".

 

A senhora, que evidentemente tem direito ao recurso e vai certamente fazer uso desse direito, alega que não cometeu nenhum crime e que está a ser julgada num processo politico.

 

A verdade é que ela até pode ser muito séria, mas é difícil de acreditar que seja coincidência que o estudo em questão tenha sido adjudicado a um irmão de um dirigente do PS,  partido que estava na altura no governo,  que por acaso nem era especialista no assunto. Que depois o estudo tenha sido entregue com atraso já me parece mais normal, afinal neste país raramente alguma coisa acontece dentro dos prazos contratados e planeados, tudo se atrasa, se arrasta e temos sorte se ficar dentro do orçamento.

 

Já quanto a João Pedroso, foi considerado culpado de receber dezenas de milhares de euros pelo estudo, que fez ao mesmo tempo que tinha  uma consultoria legal para outro ministério e um contrato de dedicaçãoo exclusiva para dar aulas na universidade de Coimbra, o que em teoria o deveria impedir sequer de se candidatar a trabalhos deste tipo. Evidentemente também irá recorrer.

 

Todo o mundo tem direito à legitima defesa e a ser considerado inocente até prova em contrário e acredito que a senhora tudo fará para mostrar a sua inocência, mas o que apetece dizer é que à mulher de César não lhe basta ser séria, tem que o parecer.... 

 

Jorge Soares

PS: nos comentários ao post anterior fui "acusado" de se comunista, socialista, racista, entre outras coisas, espero que esta vez não me acusem de ser do CDS ou do PSD, digo desde já que não sou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49

Cela

 

Imagem do Ionline 

 

"O Estado português foi condenado a pagar 15 mil euros a um homem acusado, julgado à revelia e preso durante um mês por um crime que afinal não cometeu. Bacar Baldé foi alvo de usurpação de identidade e acusado de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência."

 

Não sei o que me deixa mais estupefacto, se o perceber que este homem teria ficado anos preso e teria a sua vida completamente destruida se lhe tivvesse calhado em sorte outro advogado, se o facto de o estado português depois de ter colocado injustamente um homem na prisão recorre de uma indemenização de 15000 Euros.

 

O mesmo estado que deixa prescrever multas de milhões a condenados em processos que duram anos e anos, não só é lesto a condenar pessoas inocentes, como ainda acha que 15000 Euros é uma indemenização alta de mais para alguém que viu a sua vida virada do avesso de um momento para o outro.

 

Então e terem um pouco de vergonha?

 

A reportagem é da Rita Marrafa de Carvalho e pode ser vista no site da RTP, aqui.

 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53

Renato Seabra declara-se inocente

 

 

É sabido que o nosso primeiro ministro e o governo apostam nas exportações para tirar o país da crise, até foram criados expressamente para este fim uma serie de programas de incentivos extraordinários às empresas... o que não sabíamos é que a PJ tinha aderido à coisa, parece que já foi exportado o método do copo de água que foi utilizado com o Bibi

 

Renato Seabra declara-se inocente

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Já tenho idade para deixar de ser inocente

por Jorge Soares, em 29.07.08

Eu Quixote

Imagem retirada da internet

 

Já alguma vez tiveram um momento na vida em que estão a fazer algo ou a tomar uma atitude em que sabem que estão a fazer o correcto, o que deve ser, mas olham à vossa volta e sentem que o resto do mundo olha para vocês como se estivessem a fazer algo de muito errado?
 
De vez em quando dou por mim a sentir isso, é como se de repente o sentido do bem e do mal, do que deve ou não ser, simplesmente se desvanece. Nessas alturas dou por mim a pensar que o mundo não pode estar errado, que de certeza absoluta sou eu que estou errado.... e confesso que fico na duvida.
 
Hoje isso aconteceu de novo, e de novo eu tenho a certeza absoluta que tomei a  atitude certa, sei que fiz o que devia fazer.... mas parece que só eu vejo isso.
 
Parece que o não nos chatearmos, o termos medo das retaliações, o termos medo do que dirão ou farão, são mais fortes que o que deve ser......  e nestas alturas eu sinto que realmente ou sou muito inocente e lírico... ou estou a mais neste mundo... porque realmente eu não consigo ser de outra maneira.
 
Costumo dizer que prefiro ser assim, que prefiro sentir-me bem comigo mesmo que ser hipócrita, mas a realidade é que isto farta. Ser prejudicado no emprego porque chamamos as coisas pelo nome, sentir que as pessoas não me entendem e acham que eu tenho mau feitio quando só estou a ser sincero e digo as coisas que elas não gostam de ouvir, ... com o tempo isto cansa.. e com o tempo, termino a pensar..será que não é mesmo verdade e sou eu que estou errado? Será que ser sempre sincero é o mais certo?, será que fazer sempre o que deve ser, o legal, não entrar  ou não ser conivente com esquemas é o que está certo?...
 
Já tenho idade para deixar de ser inocente, mas será que há uma idade para deixar de acreditar que devemos seguir o caminho recto e para não fazer as coisas só para não nos chatearmos?
 
Não sei, juro que hoje não sei... e sim, tudo isto tem a ver com o ultimo post.
 
Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D