Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Gonçalo , os dadores de medula e os boatos

por Jorge Soares, em 17.01.13

O Gonçalo

 

 

Deve haver pouca gente que nos últimos dois dias não tenha visto esta fotografia, já seja no Facebook, em algum blog ou no Twiter, supostamente é o Gonçalo, um jovem que está à espera  de um dador de medula óssea, segundo o texto que acompanhava a imagem teria sido encontrado um dador que à última hora teria recusado a dávida.

 

Não percebo o que levará alguém a inventar uma história assima, mas também não percebo como é que milhares de pessoas reenviam coisas como esta uma e outra vez sem tentar sequer perceber se o que está escrito é verdade ou não...

 

Hoje no Correio da Manhã, aqui, podíamos ler o seguinte:

 

"Gonçalo Franco, de 15 anos, tem dois potenciais dadores de medula óssea em estudo, revelou Manuel Abecassis, diretor do Serviço de Transplantação do IPO de Lisboa.

 

"Um é português e o outro americano. Os resultados serão conhecidos em breve", afirmou o responsável, negando que um dador tenha desistido à última da hora de ajudar Gonçalo.

 

A informação foi avançada nas redes sociais, inclusive pela própria mãe. Ao CM, Ana Cláudia garante que a informação era falsa. "Não foi de nós que a a mãe recebeu a informação. Não é verdade", afirmou ao CM Manuel Abecassis, dando conta que ,"em cinco anos, só por duas vezes um potencial dador desistiu de ser estudado" para aferir a percentagem de compatibilidade."


Podia dar muitos exemplos de coisas parecidas que andam a circular há anos, desde crianças desaparecidas há tanto tempo que neste momento já devem ser adultos e nada tem a ver com as fotografias que acompanham os textos, a supostos radares da Brisa na Via Verde, há um pouco de tudo,.. na maior parte dos casos basta ir ao google e escrever uma ou duas palavras para se perceber que tudo não passa de uma invenção de alguém... mas não, 99,5% das pessoas limita-se a reencaminhar.

 

Para terem uma ideia de como isto pode ser um problema, calcula-se que neste momento quase 90% do mail que circula é lixo ou Spam,  imaginam o que se poderia poupar em recursos de rede se tudo isto não andasse por aí a circular?

 

A próxima vez que lhe chegar uma coisa destas, antes de reenviar para todos os seus conhecidos, pare uns segundos a pensar, será que o que está a ver é real? e mesmo sendo real, tem algum interesse para as pessoas a quem o vai enviar? vai ver que na grande maioria dos casos a resposta a uma ou a ambas as perguntas é não... então para que enviar? poupe-se a si e aos seus amigos e conhecidos... o boato é uma coisa muito feia.

 

Jorge Soares

publicado às 22:31


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com


Posts mais comentados





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D