Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foi a Sónia que através do Facebook me chamou a atenção para este vídeo, é uma reportagem da SIC sobre uma visita de crianças institucionalizadas a um quartel de Bombeiros na Guarda.


Para além de que uma vez mais a SIC se esqueceu que existe uma lei que protege as crianças institucionalizadas e que portanto não deveria nunca mostrar as crianças de forma a que estas fossem identificáveis, há uma parte em que a Jornalista nos conta como por puro acaso, se reencontraram irmãos que já não se viam há mais de um ano.


Ou seja, a mesma Segurança Social que é tão renitente em separar irmãos para adopção de modo a que estes não percam o contacto entre si, e há crianças que graças a esta renitência nunca são adoptadas, permite que irmãos que estão em instituições diferentes, se calhar a poucos quilómetros umas das outras, passem anos sem se verem...


Alguém me explica qual é a lógica disto?...Será que não havendo forma de colocar todas as crianças na mesma instituição, não haverá forma de garantir o contacto regular entre elas?


Como é possível que estas coisas aconteçam e que seja necessário um caso fortuito destes para que os irmãos se reencontrem após mais de um ano sem se verem?





Já agora, quem permitiu que as crianças fossem filmadas desta forma, será que os tribunais que as encaminharam para as instituições e que são os responsáveis legais foram consultados?


Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:01

 Casal Homossexual adopta 5 irmãos

 

A noticia vem do Brasil, cá não seria possível, não porque não haja quem adopte 5 crianças de uma vez, que também há, mas porque as 5 crianças, 5 irmãos entre os 4 e os 10 anos, foram adoptadas por um casal homossexual.

 

Podem ler a noticia aqui, eu gostei especialmente desta parte:

 

"Pela lei brasileira, o estado civil e a preferência sexual não são relevantes para autorizar ou não a adopção. Os pretendentes devem ter mais de 18 anos, ser pelo menos 16 anos mais velho que o adoptado e comprovar a idoneidade moral. Também devem comprovar que possuem condição material de prover o sustento das crianças."

 

Ora lá está, o que interessa é o bem estar das crianças, não é o estado civil, não são os gostos, as preferências sexuais,, não é o que a sociedade possa dizer, não é o que possam dizer as outras crianças na escola, não é o que possa dizer o papa ou a igreja, .. o que interessa são as crianças e o seu bem estar, não a discriminação e os preconceitos.

 

É pena que por cá ainda se continue a pensar que é nas instituições que as crianças estão bem, não é adoptadas, não é com famílias que os amem, os saibam educar e dar-lhe condições para crescerem felizes.  É por isso que temos 10000 crianças institucionalizadas e umas poucas centenas vão para adopção.

 

Não posso olhar para este caso e para além de admirar estes dois pais, pensar, muito à frente, eles são muito à frente, como pessoas e como país... nós não passamos de um atraso de vida.. é por isso que estamos como estamos.

 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D