Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A vida é feita de momentos, .....

por Jorge Soares, em 19.11.09

A vida é feita de momentos

Não, esta não é da internet, é minha mesmo, do Momentos e olhares  

 

....... alguns são apagados, levados pelas ondas da vida, outros ficam, perduram na nossa memória e fazem de nós o que somos, olhares, vivências, recordações e saudade!

 

Ando numa fase de pouca inspiração, já tenho que me esforçar para escrever aqui e tenho de me esforçar muito mais para comentar nos blogs. Já houve um tempo em que conseguia fazer um post de qualquer coisa, ....  

 

Já disse aqui mais que uma vez que não sou pessoa de grandes sonhos, não consigo imaginar o amanhã nem pensar muito no futuro, por outro lado, quando decido dar um passo, é um passo firme e é para chegar ao destino. Infelizmente nem todos os caminhos dependem só de nós, e há neste mundo muito quem nos impeça de andar.

 

Foi há um ano atrás que escrevi sobre ... Viver ou limitar-me a existir, na altura era raiva o  que me fazia andar, breve vou estar de novo nesse dilema, hoje, um ano depois, sinto que é a descrença o que se tem vindo a instalar,  cada vez mais sinto que não há nada que se possa fazer, a vida é como é.... acho que esta vez me vou calar mesmo.... há uma altura na vida em que tomamos consciência do lugar no mundo que ocupamos não é?

 

Hoje tenho a noção que não fui talhado para mudar o mundo, por vezes temos que fazer opções e tomar decisões e não é por isso que somos melhores ou piores, somos simplesmente humanos e portanto sujeitos a um limite, limite que devemos saber traçar, respeitar e fazer com que os outros respeitem...faz parte da vida....e de viver, de resto, a vida é um momento.

 

Eu sei... isto não faz muito sentido.... desculpem lá... o Jorge volta dentro de momentos.

 

Jorge Soares

 PS:E pensar que quando comecei a escrever ia falar de fotografia...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06

Meninos do mundo

Retirada de Meninos do mundo

 

 

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

 

Fernando Pessoa

 

A ideia da Missão criança nasceu algures numa madrugada de Novembro no centro comercial Colombo, quando preparávamos as coisas para a campanha de recolha de assinaturas para a petição para o dia nacional da adopção que o PS fez com que fosse chumbada.

 

No dia da audição, achei por bem inscrever-me para o debate aberto, colocando o nome da associação, como as coisas estavam bastante atrasadas e eu já tinha dado o meu testemunho, não tive oportunidade de falar, da parte da tarde desforrei-me e fartei-me de bater naquela gente toda. O nome da associação chamou a atenção da moderadora do debate da manhã, Paula Nobre Deus, que evidentemente eu não conhecia de lado nenhum...

 

Antes do inicio da sessão da tarde, ela veio ter comigo, tinha ficado curiosa sobre a associação de que nunca tinha ouvido falar.

 

Infelizmente a conversa foi cortada a meio, porque a sessão da tarde ia dar inicio. Na altura eu não sabia que a senhora é deputada do PS, nunca a tinha visto e o nome não me dizia nada. Depois de lhe ter explicado quais são os objectivos da associação, ela virou-se para mim e disse:

 

-Mas não vale a pena.

-Não vale a pena o quê?

-Não vale a pena o trabalho, eu também tenho uma associação, não vale a pena!

-Não?, então mas ...

-Nós até temos um centro de acolhimento em Évora, mas não vale a pena, os centros de acolhimento não deixam que a gente faça nada, não nos abrem as portas, e não conseguimos fazer nada.....

-Bom, mas nós decidimos criar a associação precisamente porque achamos que ninguém faz nada.

-Pois, já há muitas associações, e a verdade é que não vale a pena ......

 

Aqui a conversa foi interrompida porque estávamos a impedir o inicio dos trabalhos.... Só mais tarde vim a descobrir que a senhora é deputada do PS, e que inclusivamente tinha estado na discussão que chumbou o dia nacional da adopção.

 

A conversa vale o que vale, não é a opinião dela que nos vai fazer desistir de lutar pelas crianças e de seguirmos em frente, mas deixou-me a pensar, ela é deputada do partido do governo, como é que pode dizer que não vale a pena? É caso para dizer, se ela não consegue, como é que nós simples mortais vamos conseguir?

 

Como disse antes, não conheço a senhora de lado nenhum, não é lá muito justo estar a fazer juízos de valor, mas será esta a atitude que queremos dos deputados do nosso país?

 

Jorge Soares

 

PS:Gostaram da imagem?..passem pelo site da Meninos do Mundo, há umas tshirts bem giras com aquele desnho...e contribuem para uma muito boa causa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D