Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Imagem Henricartoon

 

Não há dúvida que cada país tem os dirigentes que merece... bem, pelo menos os países onde estes são elegidos democraticamente.  Na segunda feira passada todos ouvimos o Presidente da República dirigir-se ao país para vir dizer aquilo que era mais que evidente, ora, se o homem não tinha anunciado se aprovava a lei ou não antes do beija mão papal, era por demais evidente que a iria aprovar, se fosse para vetar, ele teria-o feito antes da visita papal, e depois fazia um figurão com o papa dizendo que tinha vetado a lei.... não?

 

Mas o que eu não entendo é porque é preciso fazer parar o país em frente ao televisor para vir anunciar uma coisa destas, quantas leis é que são aprovadas por mês?, Quantas delas são bem mais importantes para todos nós que esta? então porque é que para esta lei foi necessário aparecer no horário nobre da televisão com aquela cara de quem está a fazer um frete ao mundo?

 

Durante o seu mandato o homem apareceu 3 vezes no horário nobre para dizer coisas importantíssimas, vejamos: a primeira vez foi com a lei da autonomia, e o que veio ele dizer?  - Estão  a mexer no meu queijo!

 

A segunda vez foi no verão passado antes das eleições, e veio dizer: - Suspeito que alguém anda a ler os meus mails... O que ainda por cima se veio a provar que era mentira

 

A terceira vez foi agora para dizer: - Eu aprovo a lei, mas eu não gosto de gays! -- Como se fosse preciso a explicação, só faltou dizer, "nem eu nem o meu partido".

 

É ideia minha ou o homem de vez em quando precisa de atenção? Alguém fale com a Maria... é que não há pachorra!

 

Entretanto hoje no Blog 100 reféns encontrei o seguinte texto do Tiago Mesquita:

 

Portugal hipócrita: o país em que mais vale furtar e ser apanhado em vídeo do que ser fotografada a mostrar o pipi numa revista.

A comparação não será a ideal, alguns dirão que é pura demagogia. E até pode ser, admito e dou de barato. Mas pelo menos é elucidativa do tratamento algo desfasado que as nossas autoridades dão a dois casos, um mais grave que mete electrónica e outro mais divertido que envolve nudez. Pipi e os gravadores poder-se-ia chamar este filme.

No mesmo país em que assistimos ao furto de dois gravadores por um deputado da Nação sem que o acto tenha consequências profissionais para o senhor vemos uma professora ser suspensa de imediato porque mostrou o pipi e as maminhas na revista Playboy.

O mais grave é que o furto parece ter sido efectuado no interior das instalações da AR e ao que consta a professora não terá realizado a sessão fotográfica na sala de aula ou no recreio com a pequenada toda a bater palmas enquanto jogava à macaca.

O deputado Ricardo diz ter praticado "acção directa" para defender a honra, já a professora Bruna perdeu a honra ao praticar a "acção directa" de despir a roupinha.

Temos por um lado uma professora que não pode continuar a lidar com crianças porque meia Mirandela e alguma malta de Valpaços a viu nua na revista Playboy e por outro um deputado que pode continuar sentado no quentinho daAR depois de todo o país o ter visto "abafar" dois gravadores da revista Sábado. É justo.

Com isto podemos deduzir que para vermos o deputado Ricardo Rodrigues ser suspenso de funções seria provavelmente necessário que este pousasse nu para uma revista feminina ou fizesse um strip-tease durante a comissão de inquérito PT/TVI. A mesma comissão onde vemos o Sr. deputado insistentemente apelar à moral e à legalidade.

Uma coisa é certa, se a "Stôra" Bruna fosse deputada tenho a certeza que não furtaria gravadores ou máquinas fotográficas a jornalistas, até porque provavelmente estaria nua e não teria bolsos para esconder o material. Já o Sr. Deputado, a menos que faça um Lap dance a Mota Amaral não vejo forma de ser admoestado.

Posto isto e fazendo o ponto final de situação: ser professora e cumulativamente mostrar o pipi numa revista: NÃO. Ser deputado e furtar gravadores a jornalistas: SIM

 

Somos ou não somos um país insólito?

 

Jorge Soares

publicado às 21:17

 

Hoje esteve um verdadeiro dia de primavera em Setúbal... um dia de praia onde até a minha filha R. foi ao banho nas praias da Arrábida.

 

Estive a passear na areia junto à água e vieram-me à ideia os muitos comentários ao post das maminhas. As pessoas que me lêem sabem que não sou nada preconceituoso, o post era mais para chamar a atenção para os comentários da minha amiga ...mas os posts neste blog tem vida própria...isso, ou sou eu que acerto muitas vezes ao lado. :-)

 

Depois de ler e responder as dezenas de comentários, houve algo que me chamou a atenção, a maioria das mulheres disse que sim, que poderia realizar uma intervenção dessas, mas que o faria por si, nunca em resposta a um pedido do marido ou namorado.

 

Como disse em vários dos comentários...afinal o que tem de mal agradar ao marido? Se eram capazes de o fazer porque olhavam para o espelho e não gostavam do que viam.... porque é que não seriam capazes de o fazer porque o marido olhava para elas gostaria de ver mais? ou menos!

 

Eu sei que me vão cair em cima.... mas as relações não são baseadas em dar e receber? e amor já não é tentar agradar? então e os sacrificios em prol do bem estar da relação? 

 

Por acaso estava a comentar estas minhas ideias com a minha meia laranja, e ela aproveitou isto para me dizer que se eu realmente a amo, deveria pensar em fazer algo com a minha barriga e já agora, poderia perder uns quilos.... perdi uma boa oportunidade para estar calado....e tenho que voltar ao Karaté .

 

Mas continuo na minha, o que faz que tantas mulheres admitam que sim senhor poderiam vir um dia a querer modificar algo do seu corpo....mas nunca para satisfazer os desejos dos seus mais que tudo?

 

Jorge

PS:Fotografia minha, as praias da Arrábida, retirada do Momentos e olhares

 

publicado às 21:33

E você está contente com as suas maminhas?

por Jorge Soares, em 12.02.09

 

as maminhas da floribela

Cartoon retirado do Henricartoon

 

Para hoje estava planeado falar sobre o dinheiro e a felicidade, ou sobre o curso de fotografia que estou a fazer.... mas os blogs são mesmo assim, tem vida própria....esses dois assuntos vão ficar para outro dia.

 

Nem sei como abordar o assunto..... o melhor mesmo é mostrar. Cheguei do almoço e tinha o messenger a piscar, era uma amiga ..e a conversa foi mais ou menos assim:

 

Amiga says:

hello

uma ideia para post.

Jorge says:

hello

sim

Amiga says:

a tua amighuinha preconceituosa..teve hoje um dos seus embates

Jorge says:

então?

Amiga says:

e detectou mais um dos seus preconceitos

a XY telefonou-me a dizer que tinha tirado 3 dias de ferias para aumentar as maminhas

Jorge says:

hahahahha

Amiga says:

eu fiquei chocada...

sim porque não estava à espera disso da XY.

e só pensei.

pois dinheiro a mais e objectivos a menos.

Jorge says:

pois

é mesmo isso

Amiga says:

o que é que uma mulher como XY, gira e simpática com um casamento supostamente feliz...se lembra de se sujeitar a isso.

Jorge says:

se calhar o marido pediu

Amiga says:

bem...faz lá um post sobre o assunto para auscultares a opinião das tuas e teus leitores.

fiquei curiosa

depois fiquei chocada , com o ter ficado chocada.

Jorge says:

ok

Amiga says:

o meu marido escusa de pedir tal coisa ....lamento, tenho terror a cortes e pontos.

 

A XY é uma senhora mais ou menos da nossa idade, é assim mais ou menos do tamanho da Floribella, magra e bem feita (Hummm, acho que estou a falar demais), curiosamente não me consigo lembrar do tamanho das mamocas da senhora..... também não ando por aí a olhar para elas não é?... mas dada a conversa, imagino que não seriam avantajadas .. lembro-me sim, de há uns 7 ou 8 anos levarmos as crianças para a praia e eu achei que para alguém baixinha, ela tinha um corpo muito bonito...(já falei de mais outra vez).

 

Estamos a falar de pessoas normais, pessoas perto dos 40, com filhos e uma vida estável. A minha amiga é uma pessoa com uma visão do mundo muito própria, tem uma enorme tendência a medir o mundo pelos seus parâmetros, e por vezes.... muitas vezes, é apanhada em contrapé, porque o mundo está vezes demais, muito longe de ser como ela o vê.

 

Vivemos numa época em que a maioria das pessoas dá muita importância às aparências, ao mostrar mais que ao ser. A mim não me choca minimamente, se calhar é verdade, chega a uma altura da vida em que as pessoas vivem bem e se dão a alguns luxos e fantasias... o que me parece normal. Eu cheguei aos 40 e deu-me para os blogs e para a fotografia... porque é que às mulheres não lhes pode dar por quererem aproximar-se mais do seu ideal de beleza? e porque não?, por agradar!

 

Mas deixo aqui a pergunta?, o que acham?...e no caso de terem disponibilidade financeira para tal, mudavam alguma coisa?..... eu ia de viagem!

 

Jorge

 

 

publicado às 21:48


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D