Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



joana amaral dias.jpg

 

Imagem retirada do Público

 

Era difícil que isto me passasse ao lado, mas curiosamente a primeira vez que vi a fotografia da capa da revista em que Joana Amaral Dias aparece grávida  e nua com o seu companheiro, foi através de um post do Facebook em que alguém com afinidades ao partido socialista criticava tamanha ousadia.

 

Falta um mês para as eleições legislativas, não sei se será porque estivemos todos de férias ou porque a comunicação social se centra quase exclusivamente nos principais partidos, mas confesso que as propostas e iniciativas dos pequenos partidos e coligações me tem passado completamente ao lado.

 

Sei que existe o AG!R e que faz coligação com outros dois pequenos partidos, o MAS e o PTP, sei que há o LIVRE que acolheu entre outros alguns dos políticos que nos últimos tempos abandonaram o Bloco de Esquerda. Marinho Pinto tem também o seu partido cujas siglas são  PDR, mas para ser sincero, não faço a menor ideia do que propõe cada um destes partidos e movimentos políticos....o que não deixa de ser mais ou menos grave, porque tendo em conta que cada vez estou mais desagradado com os partidos do costume, estes deveriam ser os partidos dos que deveria estar mais próximo.... sobretudo porque não ir votar não faz parte das alternativas.

 

Evidentemente o timing escolhido pela revista e por  Joana Amaral Dias para aparecer desta forma não será nada inocente... polémicas à parte, a capa da revista colocou os focos sobre ela e em consequência sobre o Ag!r. Pode-se pensar que se podia ter adiado a publicação para depois das eleições, mas será que no caso de ela ser eleita se atreveriam a publicar fotografias nuas de uma deputada da república? E como deputada eleita ela seria capaz de autorizar a publicação?

 

É claro que  nesta altura só podemos olhar para isto como uma manobra de marketing que terá (?) ido longe demais. Pessoalmente não me choca nada o facto de ela ter aparecido nestes preparos na revista, não muda para nada a imagem que tenho nem como pessoa nem como política e para ser sincero não entendo o que melindrou tanto algumas pessoas.

 

Joana Amaral dias é para além de uma mulher muito bonita, uma pessoa frontal, inteligente e capaz de defender as suas ideias e é de pessoas como ela que o país precisa

 

Polémicas à parte espero que daqui até às eleições todos nós possamos ser melhor esclarecidos das propostas de todos os partidos, em especial dos que costumam aparecer menos e que estes possam ser verdadeiras alternativas aos mesmos de sempre.

 

Jorge Soares

publicado às 22:26

Boneco Cristiano Ronaldo

Imagem do Público

 

 

Vamos passar por cima de Portugal, é o que se lê em sueco na mensagem ue acompanha a imagem, além desta há pelo menos mais duas imagens, uma com um boneco vodoo cravejado de alfinetes e outra com um boneco atropelado por latas de Pepsi. A campanha foi lançada pelas redes sociais antes do jogo entre Portugal e a Suécia de ontem à noite.

 

Há quem diga que é mais uma campanha falhada, eu acho que é uma campanha parva, não sei o que ia na cabeça dos que gerem a publicidade da Pepsi na Suécia, devem viver tão virados para o seu pequeno mundo que se esquecem que estamos na época  do global e que não havia forma nenhuma de que os ecos de tudo isto não chegassem a Portugal.

 

As coisas não correram lá muito bem aos suecos, depois da rábula do tecto do estádio, da banda de música que seguiu a selecção portuguesa para todo lado, dos cantores de karaoke em frente ao hotel, foram atropelados por Cristiano Ronaldo e pela selecção Portuguesa e hoje a filial Portuguesa da Pepsi Cola teve que vir a terreiro pedir desculpa em nome dos colegas suecos.

 

Isto depois de as redes sociais em peso se terem juntado para gozar com a campanha da pepsi, de terem sido criadas várias páginas a apelar ao boicote da marca e da página do Facebook da filial portuguesa ter sido inundada com centenas de comentários de pessoas a mostrarem a sua indignação com tudo isto.

 

De há muito que o marketing e a publicidade se esforçam por marcar presença nas redes sociais, há quem tenha sucesso e há quem com anúncios chatos e invasivos crie enormes anticorpos entre os cibernautas. Por vezes parece que entre os publicitários há muita gente que ainda não percebeu que este é um meio diferente e que nem sempre o que funciona em cartazes, nos jornais ou na televisão, funciona na internet.

 

Esta terá sido porventura uma das piores campanhas que por aqui apareceu, se calhar na Suécia a coisa tinha funcionado, mas o futebol é um desporto global, Cristiano Ronaldo é uma figura que é idolatrada muito para além das nossas fronteiras e a imagem negativa da marca está neste momento a chegar ao mundo inteiro, em Espanha por exemplo isto estava nos sites online de vários jornais e não é com um pedido de desculpas na sua página portuguesa que resolvem a coisa.

 

As redes sociais já tem anos, custa-me a entender como é que passado tanto tempo ainda há quem não tenha percebido como tudo isto funciona, que o público alvo não está no seu quintal e que basta um pequeno erro para que algo se torne viral e se crie um problema gigantesco.

 

A Pepsi nunca teve grande sucesso por cá, mas hoje de certeza que deram um enorme tombo e não vai ser fácil recuperar, até porque faltam uns meses para o mundial e até lá estas imagens vão andar por aí a ensombrar a vida de uns publicistas suecos e dos representantes da marca em Portugal.

 

Cristiano Ronaldo e a Pepsi

 

Jorge Soares

publicado às 22:43

À procura de Diana ou dos Euros?

por Jorge Soares, em 02.10.12

à Procura de Diana

Imagem do Público 

 

Como não passo o dia no Facebook, a coisa tinha-me passado ao lado  não fosse o André, homem da área do marketing e que pelos vistos sabe mesmo da poda, que logo quando isto apareceu comentava mais ou menos o seguinte:

 

-Não sei quem será o autor ou qual será o produto, mas sem dúvida está muito bem feito.

 

É claro que nos dias seguintes o assunto passou várias vezes pelo Facebook e era engraçado ler os comentários das pessoas que acreditavam piamente na história de amor, davam as mais variadas sugestões e desejavam muita sorte ao rapazinho.

 

Hoje  finalmente alguém confirmava que o André tinha mesmo razão, afinal a Diana não passava de um chamariz publicitário para apresentação de um perfume.

 

Não é nada de novo, coisas como estas que contam com a boa vontade e a inocência das pessoas já seja para a transmissão de mensagens publicitárias, de vírus e até de estudos sociológicos, são uma praga e não há nada que faça com que as pessoas deixem de enviar.

 

A semana passada  circulava pelo facebook um boletim do euromilhões com a mensagem que bastava fazer "Gosto" e claro, partilhar, para se ter direito a uma parte do prémio. É claro que esta é uma excelente forma de publicidade para a Santa Casa da Misericórdia, que sem investimento nenhum consegue chegar a milhares de pessoas... mas faz-me alguma confusão que as pessoas olhem para aquilo e achem que o simples acto de se fazer gosto é garante do que quer que seja.

 

Houve uma altura em que eu cada vez que recebia um destes mails me dava ao trabalho de fazer reply all e devolvia o mail com a explicação de porque a coisa era falsa e inclusivamente os links onde estava desmentido... depois de várias zangas com amigos e conhecidos desisti, passei simplesmente a ignorar.

 

Segundo a noticia há neste momento um monte de gente indignada porque os fizeram cair como patinhos, pena que os que hoje estão indignados são os mesmos que amanhã vão outra vez carregar no  "Gosto"  e partilhar a primeira coisa que lhes passe pelo mural, já seja uma campanha publicitária qualquer ou o presunto desaparecimento de uma criancinha... porque não há indignação que cure o ser anjinho. Será que é assim tão complicado ir ao google e fazer uma pesquisa rápida?

 

Fico na dúvida é se as noticias sobre o assunto na TVI e em alguns jornais também foram combinadas ou se os jornalistas também caíram que nem patinhos.

 

Jorge Soares

publicado às 21:35


Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D