Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que tem a ver a Bruna, a agora famosa professora de Mirandela, com o Mourinho?..  Assim de repente, nada!!!. O Mourinho é o melhor na área dele, é um ganhador nato... não faço a menor ideia se a Bruna é boa professora ou não, ninguém se preocupou em indagar sobre isso, sabemos que é boa para alegrar a vista.. pelo menos a julgar pelas fotografias que vi pela net. Mas se esquecermos tudo isto e nos limitarmos à blogosfera e ao que interessa aos portugueses, sabem uma coisa? A Bruna vale por dez (10) Mourinhos.

 

Olhar sobre o Mundo

 

Há uns dias atrás este Post sobre a Bruna e as fotografias na Playboy, esteve em destaque na página do SAPO e como podem ver ali pelo gráfico do Sitemeter, em 24 horas teve mais de cento e cinquenta mil visitas, para terem uma ideia do que isto significa, o blog onde isto aconteceu teve num ano de vida um pouco mais de 100000 visitas. Esta semana este meu post sobre o Mourinho, esteve em destaque exactamente no mesmo sitio e nas mesmas 24 horas teve pouco mais de 10000 visitas, 10 vezes menos.

 

Cada um tirará as suas conclusões sobre estes números, mas assim à primeira vista e atendendo às fotografias que acompanharam os destaques e que podem ver em baixo, eu diria que o povo português quer é mamas à mostra, aquela ideia de que o futebol é o ópio do povo é chão que já deu uvas, agora a malta quer mesmo é saber da Bruna e das suas fotografias na playboy.

 

A Bruna e as suas mamas

Mourinho

 

Entretanto deixo aqui o meu obrigado ao pessoal do SAPO pelo destaque de hoje aqui para o Jantar nos blogs do SAPO, ser destacado é sempre um incentivo para continuar e para tentar fazer melhor...e obrigado a todos os que me visitam e dia a dia deixam a sua opinião nos comentários.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

 

Imagem Henricartoon

 

Não há dúvida que cada país tem os dirigentes que merece... bem, pelo menos os países onde estes são elegidos democraticamente.  Na segunda feira passada todos ouvimos o Presidente da República dirigir-se ao país para vir dizer aquilo que era mais que evidente, ora, se o homem não tinha anunciado se aprovava a lei ou não antes do beija mão papal, era por demais evidente que a iria aprovar, se fosse para vetar, ele teria-o feito antes da visita papal, e depois fazia um figurão com o papa dizendo que tinha vetado a lei.... não?

 

Mas o que eu não entendo é porque é preciso fazer parar o país em frente ao televisor para vir anunciar uma coisa destas, quantas leis é que são aprovadas por mês?, Quantas delas são bem mais importantes para todos nós que esta? então porque é que para esta lei foi necessário aparecer no horário nobre da televisão com aquela cara de quem está a fazer um frete ao mundo?

 

Durante o seu mandato o homem apareceu 3 vezes no horário nobre para dizer coisas importantíssimas, vejamos: a primeira vez foi com a lei da autonomia, e o que veio ele dizer?  - Estão  a mexer no meu queijo!

 

A segunda vez foi no verão passado antes das eleições, e veio dizer: - Suspeito que alguém anda a ler os meus mails... O que ainda por cima se veio a provar que era mentira

 

A terceira vez foi agora para dizer: - Eu aprovo a lei, mas eu não gosto de gays! -- Como se fosse preciso a explicação, só faltou dizer, "nem eu nem o meu partido".

 

É ideia minha ou o homem de vez em quando precisa de atenção? Alguém fale com a Maria... é que não há pachorra!

 

Entretanto hoje no Blog 100 reféns encontrei o seguinte texto do Tiago Mesquita:

 

Portugal hipócrita: o país em que mais vale furtar e ser apanhado em vídeo do que ser fotografada a mostrar o pipi numa revista.

A comparação não será a ideal, alguns dirão que é pura demagogia. E até pode ser, admito e dou de barato. Mas pelo menos é elucidativa do tratamento algo desfasado que as nossas autoridades dão a dois casos, um mais grave que mete electrónica e outro mais divertido que envolve nudez. Pipi e os gravadores poder-se-ia chamar este filme.

No mesmo país em que assistimos ao furto de dois gravadores por um deputado da Nação sem que o acto tenha consequências profissionais para o senhor vemos uma professora ser suspensa de imediato porque mostrou o pipi e as maminhas na revista Playboy.

O mais grave é que o furto parece ter sido efectuado no interior das instalações da AR e ao que consta a professora não terá realizado a sessão fotográfica na sala de aula ou no recreio com a pequenada toda a bater palmas enquanto jogava à macaca.

O deputado Ricardo diz ter praticado "acção directa" para defender a honra, já a professora Bruna perdeu a honra ao praticar a "acção directa" de despir a roupinha.

Temos por um lado uma professora que não pode continuar a lidar com crianças porque meia Mirandela e alguma malta de Valpaços a viu nua na revista Playboy e por outro um deputado que pode continuar sentado no quentinho daAR depois de todo o país o ter visto "abafar" dois gravadores da revista Sábado. É justo.

Com isto podemos deduzir que para vermos o deputado Ricardo Rodrigues ser suspenso de funções seria provavelmente necessário que este pousasse nu para uma revista feminina ou fizesse um strip-tease durante a comissão de inquérito PT/TVI. A mesma comissão onde vemos o Sr. deputado insistentemente apelar à moral e à legalidade.

Uma coisa é certa, se a "Stôra" Bruna fosse deputada tenho a certeza que não furtaria gravadores ou máquinas fotográficas a jornalistas, até porque provavelmente estaria nua e não teria bolsos para esconder o material. Já o Sr. Deputado, a menos que faça um Lap dance a Mota Amaral não vejo forma de ser admoestado.

Posto isto e fazendo o ponto final de situação: ser professora e cumulativamente mostrar o pipi numa revista: NÃO. Ser deputado e furtar gravadores a jornalistas: SIM

 

Somos ou não somos um país insólito?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17

Mergulhadores procuram criança no Tua em Mirandela

 

Ontem ao ver as noticias sobre a criança que desapareceu em Mirandela dei por mim a lembrar-me deste post que foi escrito há dois anos e em que contava o seguinte:

 

A semana passada o meu filho de 7 anos foi agredido na hora do almoço por uma criança que tem 11 anos e está no segundo ano, colocaram-lhe um ferro no pescoço ao mesmo tempo que lhe agarravam pelos pés, lá conseguiu safar-se e fugiu para perto de uma auxiliar que quase era agredida também.

....


Fomos falar com a directora da escola que diz que não pode fazer nada, que o outro miúdo só causa problemas mas que não podem fazer nada e que só tem uma auxiliar para vigiar a hora do almoço e que não podem colocar mais. E que a culpa é da câmara que não disponibiliza mais pessoal.

 

Hoje questionei a professora sobre o assunto, resposta dela.

 

- Nós avisamos os pais no inicio do ano que não temos condições para termos as crianças a almoçar cá!

 

Lembrei-me porque na altura fiquei com a sensação de que a escola se desresponsabilizava completamente e que se a situação se repetisse, teria que ser eu a resolver as coisas ... de uma forma ou de outra. E ontem lá estava a desresponsabilização completa, nem a escola, nem os funcionários da escola nem a associação de pais sabia de nada, não havia nenhuma queixa, logo, eles não sabem de nada. Parece que em Portugal as coisas só existem se estiverem escritas numa queixa....

 

Entretanto a noticia continuava, há pouco mais de um ano o Leandro, que era assim que se chamava a criança, esteve dois dias internado no hospital depois de ter sido agredido, a noticia não dizia, mas imagino eu que pelos mesmos energúmenos que agora o levaram ao rio. A noticia no Público diz que a mãe do Leandro chegou a ir várias vezes à escola para falar desta situação, como é que agora alguém pode dizer que não sabia?  Neste país as coisas só existem quando estão escritas numa queixa? e a escola diz o quê?

 

Como pais, toda esta situação deixa-me muito preocupado, porque isto pode acontecer com qualquer criança, aliás, como vimos acima já aconteceu com um dos meus filhos, e a sensação com que ficamos é que todo o mundo lava as mãos como Pilatos, ninguém é responsável, ninguém sabe nada,  pelos vistos ninguém quer saber.

 

Nós entregamos os nossos filhos na escola todos os dias, eles passam lá a maior parte do dia, mas na realidade estão entregues a quem? está a escola obrigada a cuidar da sua segurança e bem estar enquanto eles lá estão?, há alguém que seja responsável e a quem pedir contas pelas coisas que lá se passam? É a escola responsável por garantir a segurança dos nossos filhos? Alguém me sabe responder? Quantos Leandros tem que morrer para que alguém resolva fazer algo?

 

Toda esta situação é deveras preocupante, porque a ideia que fica é que existe uma total impunidade por parte dos agressores e uma total desresponsabilização  por parte dos conselhos directivos das escolas e associações de pais..... desculpem lá, mas isto é assustador.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D