Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que significa Racismo?

por Jorge Soares, em 30.07.12

Racismo

racismo 

s. m.
Sistema que afirma a superioridade de um grupo racial sobre os outros, preconizando, particularmente, a separação destes dentro de um país (segregação racial) ou mesmo visando o extermínio de uma minoria (racismo anti-semita dos nazis). 

 

Foi nos Estados Unidos, algures num restaurante em Princeton, que ouvi por primeira vez falar de Obama, um americano negro que a um ano das eleições se começava a perfilar como candidato a substituir Bush. Achei a coisa tão inverosímil que nem me dei ao trabalho de pensar muito no assunto. Não, não tinha passado assim tanto tempo nem tinam acontecido assim tantas coisas como para que isso fosse possível.

 

Curiosamente um ano depois aconteceu mesmo, um negro chegou à presidência americana, um homem cheio de grandes ideias e de boa vontade. Passaram quase 5 anos, é verdade que o mundo mudou, mas ao contrário de todas as expectativas que eu e meio mundo depositávamos num homem diferente, a verdade é que muito pouco dessas mudanças se devem a Obama ou ao seu governo... e coisas como Guantânamo ou sistema de saúde e de politicas sociais, principais bandeiras da campanha de Obama e de quem o apoiava, pouco ou nada mudaram.

 

Na verdade os Estados Unidos mudaram muito menos que aquilo que podemos pensar, hoje foi notícia no Público que em pleno século XXI ainda há quem teime em viver como se vivia na década de sessenta do século passado, na época de Marther Luter King e do seu "I Have  Dream".

 

Sabemos que é preciso muito mais que um presidente negro quando lemos que em  Crystal Springs, uma cidade do Mississípi negros foram impedidos de casar em igreja frequentada por brancos.

 

Andrea e Charles eram frequentadores daquela igreja no Mississipi e, quando decidiram casar religiosamente, escolheram-na. O pastor, Stan Weatherford, marcou a cerimónia mas a comunidade baptista, composta por brancos, não gostou. O templo existe desde 1883 e nunca ali houvera um casamento de pessoas negras; queriam que assim continuasse. 


Não sei o que me choca mais, se perceber que isto continua a acontecer ou se depois de isto acontecer, não só não acontece nada, como não há ninguém que simplesmente diga a estes senhores que isto não pode acontecer e eles se preparem para o continuarem a fazer.

 

Depois disto ficamos a perceber como é tão pequeno o poder do homem mais poderoso do mundo, que apesar de conseguir decidir o que vai acontecer em lugares tão distantes como o Iraque e o Afeganistão, não consegue fazer com que não exista descriminação e racismo contra pessoas como ele numa pequena cidade que fica no seu quintal.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27

Por vezes os genes não explicam tudo

por Jorge Soares, em 29.06.12

Bebe loiro e de olhos azuis nasce de pais negros

 

Imagem de Terra 

 

Acreditem ou não, a fotografia acima é a de uma família feliz, a bébe do centro, branca e de olhos azuis, chama-se British Nmachi Ihegboro é o rebento mais novo do casal Angela e Benjamin Ihegboro e irmã das duas outras crianças.

 

Apesar de ter pais negros oriundos da Nigéria e sem ascendentes brancos, Nmachi, que significa "beleza de deus", nasceu no Sul de Londres, loira e de olhos azuis. A mãe considera este nascimento um milagre de deus e o pai, que confia plenamente na sua mulher, diz sem margem para dúvidas que a criança é sua filha.

 

Já o  professor Bryan Sykes, director de Genética Humana da Universidade de Oxford, chamou o nascimento de "extraordinário", já que este tipo de situações costuma acontecer nos casos em que os pais tem algum tipo de ascendência genética branca, o que não é o caso destes pais oriundos da Nigéria.

 

Toda esta história fez-me lembrar uma anedota que li há muito tempo atrás, acontecia numa aldeia africana e tinha como protagonistas um padre, o único branco da aldeia, um bebé branco e um rebanho de ovelhas brancas com umas crias negras. Terminava assim:

 

- Está bem padre, eu não falo a ninguém dos seus encontros com a minha mulher e o senhor não fala a ninguém dos meus encontros com as ovelhas.

 

Confesso, tive algumas duvidas na forma de encarar este assunto, não me conseguia decidir se devia valorizar a confiança cega do pai na mãe da criança ou o facto de em casos como estes os genes não explicarem tudo... a menos claro que alguém peça uma análise de ADN.

 

Uma coisa é certa, duvido que neste caso alguém tenha tido alguma duvida sobre se o rebento era mais parecido com o pai ou com a mãe... é que basta olhar para a fotografia para se perceber logo que ela é igualzinha aos irmãos.... ou não!

 

Update: A maioria das pessoas tem o mesmo pensamento que eu tive, a criança é albina, no entanto, em várias das noticias que referem o caso pode ler-se o seguinte: Segundo os especialistas do Hospital Queen Mary, a menina não é albina

 

Jorge Soares


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:23


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D