Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fake News

por Jorge Soares, em 24.10.18

Imagem retirada de aqui

A imagem acima anda a circular há umas semanas nas redes sociais, lembro-me que me apareceu no Facebook um ou dois dias depois da primeira volta das eleições no Brasil. Na altura estava inserida numa noticia que dizia que apoiantes de Bolsonaro tinham agredido uma jovem lésbica e a tinham marcado desta forma. Estive quase a voltar ao blog nesse dia para falar do assunto, não foi na altura, é hoje. 

 

Hoje a noticia do Globo diz que a jovem se auto-mutilou e inventou toda a história.  Tenho o Globo como um jornal sério, mas para ser sincero, já não sei no que acreditar. Há outras noticias (Ver aqui) sobre o nazismo e o aparecimento de suásticas no Brasil, mas será que serão reais ou só mais um produto da gigantesca fábrica de noticias falsas em que degenerou o país nos últimos tempos? 

 

E será que tudo aquilo que lemos e ouvimos sobre o Bolsonaro é verdade? E o que se diz sobre Lula e o PT? Podemos acreditar em quê? 

 

Vivemos numa época em que a maioria das pessoas usa as redes sociais para se manter informado, já vi passar pelo Facebook desde a maior das barbaridades, até noticias com 4 ou 5 anos que são apresentadas e comentadas  por quem as partilha, como sendo a maior das actualidades.

 

Naquela semana de Agosto em que Portugal chegou aos 45 Graus, alguém foi buscar uma noticia de Abril em que se dizia que na semana a seguir ia nevar, era uma noticia que tinha sido real em Abril, ninguém via a data mas todo o mundo comentava como se aquilo fosse mesmo acontecer em Agosto.

 

As pessoas acreditam simplesmente no que lhes aparece à frente, na maior parte dos casos só lêem o cabeçalho e nunca entram na noticia, mas todo o mundo comenta como se fosse um especialista e claro, não podem deixar de partilhar.

 

Há muito que deixei de acreditar em sondagens, desde a vez em que participei numa e que percebi como é que se leva as pessoas a escolher o candidato que interessa a quem a pediu. Mas quando nos perguntamos como é que o Bolsonaro pode ter quase 60% das intenções de votos, talvez uma parte da resposta esteja neste tipo de comportamentos. ... Uma parte, do resto falo noutro dia.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

fake.jpg

 

Imagem de aqui

 

Eu comecei por encontrar a noticia no ABC online espanhol, como é costume ao longo do dia os jornais online portugueses foram fazendo eco. Primeiro o SOL, depois o JN, o DN, a TSFPT JornalNoticias ao minutoRevista SabadoTVI 24,....

 

Entre os comentários à noticia no ABC já havia quem colocasse a questão de se seria verdade ou não e para ser sincero até fiquei com a pulga atrás da orelha.

 

Com o correr do dia e à medida que a noticia ia sendo replicada nos jornais portugueses fui-me convencendo que poderia ser verdade, principalmente porque para além do carro cortado, que acompanhava o texto do ABC, iam aparecendo outras fotografias que não estavam no jornal espanhol e algumas que inclusivamente pareciam não estar no vídeo (è claro que estavam, mas uns cortes aqui e ali dão para disfarçar).

 

Ao fim do dia como estava sem tema para o post do blog, decidi que este era bom e sem investigar muito, fiz o mesmo que fizeram a maioria dos jornais, confiei no discernimento do ABC.. .e saiu este post

 

Podia simplesmente apagar o post como fizeram alguns jornais com os artigos quando deram pelo logro, podia fazer como o ABC e simplesmente mudar o texto para uma noticia sobre a brincadeira que levou à noticia original (sem dizer que eles também se deixaram enganar)....  mas acho que isso seria uma falta de respeito por quem por aqui passa...  resta-me assumir o erro 

 

Não deixa de ser interessante  ver como funcionam os jornais portugueses, eu costumo dar uma olhadela diária a alguns jornais espanhóis, principalmente o ABC e o EL Pais, não é a primeira vez que ao longo do dia vejo em português, muitas vezes mal traduzido, noticias que tinha visto em Castellano, mas nunca tinha visto tantos jornais copiarem uma noticia que afinal,.... era falsa!... Dá para ver o nível de investigação e de verificação dos nossos jornais, pelos vistos se está escrito na Espanha, é porque é verdade.... Sim, eu sei, eu também caí, mas eu não sou jornalista nem me pagam paar isto.

 

Quantos jornais tem que repetir uma noticia para que ela seja verdade?, todos, mas mesmo assim, ela continua a ser falsa.

 

O vídeo faz parte de uma campanha de marketing de um escritório de advogados... é tudo falso.

 

Deixo o meu obrigado à Dalma que me deixou o link que esclarecia tudo e felicito o anónimo que teve a perspicácia de desconfiar da veracidade da noticia e  teve a coragem de o dizer nos comentários do post.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

Noticias do país real...

por Jorge Soares, em 01.02.12

20000 Euros de multa por tapar um buraco

 

 

Há noticias que valem por si só, dispensam comentários, esta é uma delas:

 

A Inspecção Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território aplicou uma coima de 20 mil euros a um homem por tapar, com material de obras, um buraco com um metro quadrado num caminho em terra batida. ... Tratavam-se de "pequenos fragmentos de betão, tijolo, rochas, ladrilhos e materiais cerâmicos" colocados num buraco de um metro quadrado localizado num caminho agrícola em terra batida de acesso a várias propriedades situadas em Cortes Cavalos - Lezírias, freguesia de Azambuja. 

 

A sério? 20 mil Euros?...

 

Se tapar um buraco dá direito a multa de 20000 euros, quanto tem que pagar os senhores das suiniculturas da zona de Leiria que converteram a Ribeira dos milagres e o rio Lis nos maiores esgotos a céu aberto do país? E os todos os senhores das industrias que converteram o Ave no rio mais poluído da Europa? Pois.. é verdade, esses não pagam nada... por incrível que apreça nunca conseguem encontrar a fonte da poluição...devem andar ocupados à cata de quem tapa os buracos nas estradas esburacadas.

 

Outra que também não merece comentário:

 

Sem-abrigo condenado a multa de 250 euros pelo furto de polvo e champô


É claro que a esta altura há muito que ninguém põe a vista em cima ao senhor em questão.. afinal, é um sem abrigo... é bom recordar que o este  tentou levar de um daqueles supermercados que mudou a sede para a Holanda, artigos no valor de 25 Euros e que foi apanhado na tentativa, pelo que não levou nada.

 

Resta saber, quanto mais dinheiro dos nossos impostos vai gastar a justiça a tentar encontrar o senhor para que este pague.... e o que vai fazer quando se confrontar com a realidade de que um sem abrigo não tem posses para pagar uma multa de 250 Euros... se tivesse não tentava levar comida do supermercado sem pagar.

 

E pronto, é este o (triste) país real em que vivemos

 

Jorge Soares


Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53

Paulo Bento e os espectadores com pés de barro

por Jorge Soares, em 16.11.11

Paulo Bento e os espectadores com pés de barro

 

Imagem do Público 

 

Em tempo em que muito poucas coisas correm bem neste país, ontem o futebol correu bem, quer dizer, correu como pode correr em condições normais, porque quem percebe um bocadinho de futebol sabe que temos equipa e condições mais que suficientes para bater uns Bósnios que terão o seu valor mas que neste momento estão uns furos abaixo daquilo que vale a nossa selecção.

 

Haverá que explicar o que são as condições normais, ora, as condições normais são aquelas em que temos disponíveis e com vontade de correr e jogar aquilo que realmente sabem, todos os jogadores portugueses que actuam em algumas das melhores equipas do mundo. E bastou que nos dois últimos jogos da fase de grupos faltassem dois ou 3 dos habituais para que as coisas descambassem. O lote de escolha é muito limitado.

 

Onde nos leva tudo isto?, às declarações de Paulo Bento no fim do jogo sobre Bosingwa e Ricardo Carvalho, que disse que ambos podem sim senhor ao Europeu do verão próximo... como espectadores.

 

Por muita pena que eu tenha de ver fora da selecção dois excelentes jogadores, dos melhores do mundo nas suas posições, eu concordo plenamente com o nosso treinador, e nem discordo do momento em que o disse. Há que recordar que o Bosingwa deu uma entrevista em que fez uma serie de acusações ao treinador nas vésperas de um play-off que iria definir em dois jogos muito do futuro da nossa selecção. Quando alguém faz uma coisa destas está à procura de quê? fazer amigos e dar tranquilidade a quem joga não será de certeza.

 

Era até agora um segredo a gritos, Bosingwa simulou uma lesão para não representar o seu país, Ricardo Carvalho abandonou a selecção na véspera de um jogo importante porque se armou em prima-dona e fez birrinha porque ia ser suplente, com todo o respeito que nos possam merecer ambos os jogadores, e eu era admirador de ambos, depois disto mostraram que não passam de ídolos com pés de barro, que efectivamente não merecem a honra de representar o seu país, Paulo Bento não fez mais que confirmar aquilo que era mais que evidente, para mim, como já tinha dito neste post, nenhum dos dois pode voltar a representar a selecção, com este ou outro treinador qualquer que queira manter algum respeito e autoridade.

 

Quanto ao momento escolhido, queriam o quê?, que o Paulo Bento fosse hipócrita e não respondesse às perguntas dos jornalistas? A nossa selecção, o nosso país, deve merecer algum respeito.

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:34

Crise já chegou aos colégios.. ou não!

 

Imagem do Público

 

O assunto estava destinado para o post de ontem.. ainda comecei a escrever, mas não estava a ser o meu post e decidi mudar de tema. Numa daquelas coisas da vida, hoje de manhã encontrei a seguinte notícia no Sol: A crise já chegou aos colégios, e  uns minutos depois o seguinte no Público: Crise não está a afectar as inscrições no ensino privado, no mínimo caricato.

 

Mas tudo isto vem a propósito de uma conversa com a minha meia laranja em que ela me falava de um colégio onde  para aceitarem as incrições no ciclo fazem duas entrevistas à criancinha, uma com a família e outra individual. Isto claro, para aqueles que seja lá por que meio, conseguem chegar até à fase das entrevistas, o que dadas as listas de espera.... não costuma ser muito fácil. Tudo isto para se ter o privilégio de se pagar para cima de uma fortuna de mensalidade.

 

Dei por mim a pensar como seria uma entrevista com o meu filho de 10 anos... não consegui imaginar, e concluí que neste nosso cada vez mais estranho país, é mais fácil entrar numa universidade, seja esta pública (88% de colocados na primeira fase)  ou privada, que num colégio.

 

Mas desengane-se quem pensa que isto é só para o ensino secundário, no outro dia um dos meus colegas contava a odisseia que passou para colocar o rebento mais novo, que ainda não tem dois anos,  no infantário de um destes colégios de elite de Lisboa. Depois de muito penar e de muitas consultas a ver quem tinha a melhor cunha ou as melhores ligações com a igreja católica.. conseguiu... não digo aqui quanto vai ele pagar por mês porque acho completamente obsceno.

 

Em Lisboa há uma já famosa escola que abre as inscrições no dia 2 de Janeiro de modo a ter os pais acampados à porta e a fazer a passagem de ano à chuva e ao frio. É claro que nunca falta a notícia nas televisões e a consequente publicidade gratuita.. alguém me explica porque não abrem as inscrições noutra altura qualquer?, porque é que tem que ser a 2 de Janeiro?

 

Os meus dois filhos mais velhos estão no ensino público, isto depois de duas tentativas falhadas de recorrermos ao ensino privado, a primeira ainda no infantário, terminou quando verificámos que num dos colégios com mais nome em Setúbal,  as condições eram tão más que as crianças nem à casa de banho conseguiam ir. Isto para já não falar de uma reunião com os pais que terminou quando eu já incrédulo me virei para as senhoras (freiras) e lhes disse alto e bom som e bem na cara, que elas não eram sérias.

 

É claro que tanto nos colégios como nas escolas públicas haverá de tudo, mas eu desconfio sempre da qualidade da educação quando vejo que os alunos de uma das escolas mais selectas desta cidade, onde se paga 600 ou 700 Euros por mês, andam no apoio ao estudo onde andam os meus e tem exactamente as mesmas dificuldades e problemas que tem os meus na escola pública. E andam os pais a recorrer ao crédito e a desbaratar as poupanças para isto (ver noticias).

 

Como dizia acima, neste estranho país é bem mais fácil entrar numa universidade que num colégio ou em algumas escolas públicas... mas pelo menos não se ouve (ainda)  falar de ensinos primários tirados ao Domingo de manhã....

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17

Eu hoje ia falar da Quimonda, ando há uns meses para falar do assunto, por um motivo ou outro não se proporcionou, era hoje, era... porque logo de manhã,  encontrei esta pérola:

 



Isto não passa de um vídeo parvo feito por alguém que aparentemente tinha sido colocada num pedestal por muitos portugueses e que hoje parece que caiu do altar abaixo.

 

Ora, para além da blogosfera, este vídeo foi noticia no Ionline, no JN, no DN, No Destak,  no Público,  na TVI, na  RTP e de certeza em muitos mais meios de comunicação.

 

A meio da tarde, recebi o mail com o link para a já inevitável petição online onde num texto sem caracteres portugueses, se pede para que seja proibida a entrada em Portugal da dita senhora (há bocadinho ia em 125 assinaturas, ainda que a noticia do DN fale em 2000).

 

Eu concordo que o vídeo não passa de uma pobre amostra da falta de cultura e de educação da senhora, mas sinceramente, justifica este barulho todo? Já passaram as eleições, a gripe A já deu o que tinha a dar, no PSD ainda se está no processo de afiar-se as garras para o que aí vem e portanto não há noticias... mas será que não havia mais nada de que falar nos jornais e nos noticiarios da televisão?

 

Estamos mesmo mal quando nos importamos com coisas e pessoas pequeninas como esta.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41

FAZER UM DOWNLOAD É ROUBAR?.. CLARO QUE SIM!

por Jorge Soares, em 17.06.09

 

Pirataria é ilegal

 

A sociedade em que vivemos é feita de muitos contrastes, há coisas que simplesmente tomamos como certas porque as vamos fazendo ou sempre as fizemos, por vezes a fronteira entre o que é licito e o que é ilícito torna-se tão ténue que damos por nós a fazer as coisas e a ficar muito admirados quando descobrimos que afinal estamos a infringir alguma lei.

 

Vem tudo isto a propósito de uma notícia do Publico que começa assim : Fazer um download é roubar? Sou informático há mais de 20 anos, sempre trabalhei na área das aplicações de gestão e nunca fiz nada comercial, mas evidentemente que valorizo o meu trabalho, aquilo que desenvolvo é meu e de quem me paga o salário e dificilmente o cederia a troco de nada,tenho uma família para alimentar e se trabalhasse à borla não sei como o poderia fazer.

 

Há dois ou 3 anos quando voltei à faculdade tive esta discussão várias vezes, a maioria dos meus colegas e até alguns dos meus professores tentaram em vão fazer-me entrar em razão, mas não conseguiram. Sou casmurro?, não, simplesmente vivo do meu trabalho, gosto de ver o meu trabalho respeitado  e entendo que devo respeitar o trabalho dos outros.

 

Voltando à notícia, gostei especialmente desta parte:

 "Sinceramente, estou-me a borrifar para as leis.",  

 

Será que ele se está a borrifar só para estas leis ou está-se a borrifar para todas? o senhor diz-se estudante de engenharia, será que quando ele terminar o curso vai desenvolver projectos e os vai colocar na internet para que todos os possam utilizar livremente?... ou ele só se está a borrifar para as leis que regem os direitos de autor de música, vídeo e software?

 

O que é que difere o trabalho de um arquitecto e o de um engenheiro civil de o de um informático?, porque é que ninguém copia o Siza Vieira, mas todos copiamos o ultimo filme do Copola?, porque é que é tão mau copiar um estilista, mas ninguém se importa de copiar um CD? Aqui mesmo na blogosfera, há tanta gente a ficar indignada quando encontram um dos seus textos plagiados, mas todos utilizamos software pirata para aceder ao blog?

 

Porque é que o trabalho de uns vale tanto e o de outros não deve valer nada?

 

Ainda sobre a notícia, será que o senhor se vai estar a borrifar para as leis quando tiver um emprego e o patrão não lhe pagar o seu trabalho ou o despedir sem justa causa?

 

Somos uma sociedade estranha..e cada vez mais ambígua.

 

Jorge Soares

 

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D