Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Que se festeja no dia de Portugal?

por Jorge Soares, em 10.06.11

O que se festeja no dia de Portugal?

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Todos sabemos que hoje é feriado em Portugal, mas será que sabemos qual a verdadeira origem deste dia?, Desde quando se festeja e o porquê de se ter escolhido o dia em que se presume morreu Camões para o festejar? Eu não fazia a menor ideia.

 

O dia de Portugal só passou a ser festejado após a implantação da República em 1910. Na altura e num tentativa de se criar um estado mais laico foram eliminados alguns dos feriados religiosos e decretados os seguintes dias feriados nacionais:

 

1º de Janeiro, que era o dia da Fraternidade Universal;

31 de Janeiro, que evocava a revolução – aliás, falhada - do Porto, e que portanto era consagrado aos mártires da República;

5 de Outubro, vocacionado para louvar os heróis da República;

1º de Dezembro, que era o Dia da Autonomia e o Dia da Bandeira;

25 de Dezembro, que passou a ser considerado o Dia da Família, tentando também laicizar essa festa religiosa que era o Natal"

 

Para além destes dias, os municípios podiam escolher um dia do ano para evocar as suas festas tradicionais, os republicanos de Lisboa escolheram para feriado Municipal o dia 10 de Junho em que se festejava o dia de Camões.

 

Segundo Cecília Meireles "Camões representava justamente o génio da pátria, representava Portugal na sua dimensão mais esplendorosa e mais genial". Era essencialmente este o significado que os republicanos atribuíam ao 10 de Junho, isto "apesar de ser um feriado exclusivamente municipal no tempo da República". Os republicanos de Lisboa tentaram também com este feriado retirar alguma importância aos festejos do Santo António, de novo numa tentativa de afastamento das festas religiosas.

 

Com o advento do estado novo o dia passou a ser feriado nacional e adquiriu um sentido nacionalista em que se exaltava o império e a sua importância.

 

Fonte JPN

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:03

5 de Outubro de 2010, 100 Anos de quê?

por Jorge Soares, em 05.10.10

Monarquia não!

 

Ouvi a pergunta na sexta na Antena 1,  o que há para festejar? é uma pergunta pertinente, passados 100 anos dificilmente haverá alguém que lá tenha estado e nos possa contar o que veio de novo com a República... afinal, o 25 de Abril foi há bem menos tempo e a maioria de nós não sabe o que veio de novo com ele, porque haveríamos de ter a noção do que ganhámos há 100 anos?

 

A diferença entre uma república e uma monarquia constitucional não será assim tão grande, na Europa da que agora fazemos mesmo parte, há várias monarquias  e eles sobrevivem... às vezes bem melhor que nós... mas isso é agora, há 100 anos as coisas eram bem diferentes.

 

100 anos a República pretendeu em primeiro lugar estabelecer uma tentativa de igualdade entre todos os cidadãos, no Portugal do inicio do século XX existia uma monarquia em que uma pequena parte da população tinha como garantidos uma série de direitos e benefícios que eram instituídos por tradição e por herança, o resto da população era considerada quase como cidadãos de segunda e que em muitos casos tinham como função de vida servir de servos aos senhores.

 

Estamos no século XXI, há muito que a ideia do sangue azul, de haver cidadãos de primeira e segunda, acabou, custa-me entender que existam pessoas que se sentem com direito a  ser reis por tradição, as pessoas devem ser eleitas pelos seus méritos, devem ser sujeitos a escrutínio e a eleição. É verdade que a nossa república não é perfeita, os nossos governantes não serão perfeitos, mas estão lá porque foram escolhidos e eleitos por nós.. e sabemos que passados 5 anos haverá novas eleições e uma nova possibilidade de escolher outros.. que farão melhor ou pior...  mas que serão sempre julgados e avaliados por nós... quem avalia um rei?

 

Haverá quem diga que um rei serve para reinar, não para governar... mas na actualidade, no mundo em que vivemos, o que significa reinar? para que serve um rei?, estaríamos nós dispostos a prestar vassalagem a alguém que é igual a nós?, que simplesmente está ali porque tem um apelido?  estaria algum de nós disposto a prestar vassalagem a este senhor? E depois, o que faz de um rei um melhor governante que qualquer um dos restantes cidadãos de um país?.. isso vem por herança?

 

Desculpem lá, mas eu acho que o país já teve a sua dose de governantes idiotas... monarquia não!

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D