Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Selecção viu-se grega, mas Ronaldo resolveu

por Jorge Soares, em 14.10.14

ronaldo.jpg

 

Imagem do Sapo 

 

A seguir à derrota com a Albânia disse aqui que sem Ronaldo a selecção portuguesa é pouco mais que uma boa equipa.. houve quem não gostasse e o mostrasse nos comentários.

 

Entretanto saiu a fava a Paulo Bento e algumas coisas mudaram, Fernando Santos é o novo treinador e entre os convocados estão alguns jogadores que já por opção própria, caso de Tiago, ou por decisão de Paulo Bento, casos de Ricardo Carvalho e Danny, estavam afastados há algum tempo... 

 

Apesar da mudança de treinador e dos regressos, hoje a selecção viu-se grega para controlar os dinamarqueses que já não são tão toscos. Tirando alguns momentos do jogo do fim de semana contra a França, a verdade é que mudaram os artistas e o maestro, mas a música não mudou assim tanto.

 

Hoje, contra uma selecção com bem menos estrelas e qualidade individual que a portuguesa, voltaram-se a fazer sentir alguns dos problemas que já vinham de antes. Fernando Santos sabe colocar as pedras em campo, as suas equipas são sólidas, não sofrem muitos golos, mas a verdade é que também costumam ter dificuldade em marcar e hoje viu-se isso tudo.

 

É verdade que graças a Ronaldo e Quaresma a vitória terminou por cair do céu quando já ninguém acreditava, mas o jogo em si foi pobre, lento, em algumas fazes aborrecido,... faltou alguma da atitude que se tinha visto em Paris apesar da derrota.

 

Uma equipa que conta com Cristiano Ronaldo e Quaresma pode sempre esperar um passe de magia que resolva um jogo, mas não podemos contar que essa magia apareça sempre e o que hoje se sentiu é que faltam soluções e sobretudo, falta quem para além de Cristiano Ronaldo, consiga resolver.

 

Ricardo Carvalho terá sido o melhor em campo, mas isso não me impede de manter o que disse no que é o post com mais comentários do Blog, um jogador que tem o comportamento e a falta de humildade que ele teve naquele dia, não pode voltar a ser convocado para a selecção, tal como não o deveria ser Danny se é verdade o que se diz que aconteceu.

 

Fernando Santos é um treinador competente, não sei é se haverá neste momento matéria prima suficiente para fazer deste grupo de jogadores uma selecção acima da média.. não há de certeza para fazer uma selecção campeã da Europa, não nos iludamos.

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:48

Paulo Bento e os espectadores com pés de barro

por Jorge Soares, em 16.11.11

Paulo Bento e os espectadores com pés de barro

 

Imagem do Público 

 

Em tempo em que muito poucas coisas correm bem neste país, ontem o futebol correu bem, quer dizer, correu como pode correr em condições normais, porque quem percebe um bocadinho de futebol sabe que temos equipa e condições mais que suficientes para bater uns Bósnios que terão o seu valor mas que neste momento estão uns furos abaixo daquilo que vale a nossa selecção.

 

Haverá que explicar o que são as condições normais, ora, as condições normais são aquelas em que temos disponíveis e com vontade de correr e jogar aquilo que realmente sabem, todos os jogadores portugueses que actuam em algumas das melhores equipas do mundo. E bastou que nos dois últimos jogos da fase de grupos faltassem dois ou 3 dos habituais para que as coisas descambassem. O lote de escolha é muito limitado.

 

Onde nos leva tudo isto?, às declarações de Paulo Bento no fim do jogo sobre Bosingwa e Ricardo Carvalho, que disse que ambos podem sim senhor ao Europeu do verão próximo... como espectadores.

 

Por muita pena que eu tenha de ver fora da selecção dois excelentes jogadores, dos melhores do mundo nas suas posições, eu concordo plenamente com o nosso treinador, e nem discordo do momento em que o disse. Há que recordar que o Bosingwa deu uma entrevista em que fez uma serie de acusações ao treinador nas vésperas de um play-off que iria definir em dois jogos muito do futuro da nossa selecção. Quando alguém faz uma coisa destas está à procura de quê? fazer amigos e dar tranquilidade a quem joga não será de certeza.

 

Era até agora um segredo a gritos, Bosingwa simulou uma lesão para não representar o seu país, Ricardo Carvalho abandonou a selecção na véspera de um jogo importante porque se armou em prima-dona e fez birrinha porque ia ser suplente, com todo o respeito que nos possam merecer ambos os jogadores, e eu era admirador de ambos, depois disto mostraram que não passam de ídolos com pés de barro, que efectivamente não merecem a honra de representar o seu país, Paulo Bento não fez mais que confirmar aquilo que era mais que evidente, para mim, como já tinha dito neste post, nenhum dos dois pode voltar a representar a selecção, com este ou outro treinador qualquer que queira manter algum respeito e autoridade.

 

Quanto ao momento escolhido, queriam o quê?, que o Paulo Bento fosse hipócrita e não respondesse às perguntas dos jornalistas? A nossa selecção, o nosso país, deve merecer algum respeito.

 

Jorge Soares

 

publicado às 22:34


Ricardo Carvalho, um ídolo com pés de barro

Imagem do Público

 

"...convém que o Ricardo Carvalho explique a sua versão dos factos, a fazer fé no treinador não se passou nada e a imagem do jogador, da pessoa e do profissional, foi-se pelo esgoto abaixo."

 

Eram estas as minhas palavras no post da passada quinta feira, depois de todo o barulho e discussão à volta da "deserção" do jogador, depois dos quatro a zero ao Chipre naquele que porventura terá sido um dos jogos mais aborrecidos da era Paulo Bento, o Ricardo achou por bem aparecer para tentar dar a sua versão dos factos. 

 

Do que podemos ver na entrevista o que se conclui é que o Ricardo anda um pouco baralhado das ideias, para além de não trazer nada de novo, de confirmar que o seu abandono do estágio não passou de uma birra de puto mimado ao sentir que não iria ser a primeira escolha do treinador, ainda lançou mais achas para uma fogueira que claramente o está a queimar, ao chamar mercenário a Paulo Bento e tecer comentários sobre as respostas deste aos jornalistas. 

 

Eu vi a entrevista de Paulo Bento, acho que este se limitou a responder às questões dos jornalistas com a verdade dos factos, não me parece que ignorar o assunto deixasse o que quer que fosse de positivo naquele momento.

 

O Ricardo acha que o Paulo Bento é um mercenário porque lhe pagam por exercer a sua profissão de treinador, convenientemente ele esquece que como um dos capitães é um dos jogadores que ao inicio de cada novo ciclo se apressam a discutir com a federação o sistema de prémios e contrapartidas pela sua participação nos jogos da selecção. Fala de representar o país por amor à camisola, mas esquece que por exemplo antes do passado mundial, os convocados, ele incluído,  utilizaram a comunicação social para manifestar o seu descontentamento porque ainda não tinham acertado os valores a receber por cada um.

 

Acho que o Ricardo Carvalho é sem dúvida um dos melhores jogadores do mundo no seu lugar, agora ficamos a saber que também é um ídolo com pés de barro. Ao contrário do que eu achava, sofre dos mesmos problemas de muitos dos seus mediáticos colegas de profissão: falta de humildade, de profissionalismo, de respeito pelos colegas e pelo seleccionador, que é quem tem que analisar em cada momento e face a cada adversário, quem serão os jogadores mais adequados para entrar em jogo.

 

Na Quinta feira, ele ou alguém por ele, fez chegar à comunicação social um comunicado em que afirmava não estar mais disponível para jogar pela selecção nacional, agora aparentemente mudou de ideias e já diz que se precisarem ele estará disponível. Eu mantenho o que disse no outro post, do meu ponto de vista este senhor não pode voltar a representar o país.

 

Jorge Soares

publicado às 21:42

Ricardo carvalho abandona selecção nacional

Imagem do Público

 

Sempre vi em Ricardo Carvalho para além de um excelente jogador de futebol, uma pessoa séria e reservada e um excelente profissional, isto porque nas suas passagens por F.C. do Porto, Chelsea e Real Madrid, nunca existiu o menor indicio de problemas de comportamento ou o excesso de vedetismo que se pode detectar em tantos dos seus colegas de profissão.

 

Quando ontem se noticiou que ele abandonou o estágio da selecção porque percebeu que não iria ser titular, não quis acreditar, imaginei que por trás dessa saída haveria de certeza algo mais. Quando ao fim do dia apareceu o comunicado em que ele renuncia à selecção porque se sentiu"desrespeitado e ferido” na sua dignidade" fiquei com a certeza que algo de muito grave se teria passado, porque um jogador de futebol não se pode sentir desrespeitado pelo simples facto de num qualquer jogo, por muito importante que este seja, o treinador escolha outro que ache que naquele momento possa ser mais útil. Se os restantes suplentes fizessem o mesmo que ele as convocatórias tinham de ser sempre só com 11 jogadores e não com os 23 da praxe.

 

Hoje ouvimos Paulo Bento dizer que não se passou nada, que não houve discussões nem explicações, o Ricardo simplesmente foi-se embora.. ou nas palavras do treinador da selecção nacional, desertou.. qual soldado que tem medo da guerra. 

 

O Ricardo Carvalho tem todo o direito do mundo a decidir que não quer jogar mais pela selecção, representar o país ao mais alto nível é uma honra reservada a poucos, mas evidentemente não é um dever que se imponha a ninguém. Convém é que as pessoas sejam honestas para, em primeiro lugar assumir os seus compromissos até ao fim, não é a meio do estágio e por simples birra que se abandona deixando os colegas e o país pendurados.  Em segundo lugar, convém que o Ricardo Carvalho explique a sua versão dos factos, a fazer fé no treinador não se passou nada e a imagem do jogador, da pessoa e do profissional, foi-se pelo esgoto abaixo.

 

Evidentemente concordo com Paulo Bento, depois disto não deveria haver a menor hipótese de Ricardo Carvalho voltar a ser convocado, com este ou outro treinador qualquer.

 

Jorge Soares

publicado às 21:55


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D