Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Advogados

 

Imagem de aqui

 

A história vem narrada no Público, não explica tudo mas ajuda a perceber para além da desfaçatez e da falta de vergonha que por ái impera, como é que o país chegou à situação em que estamos.

 

Segundo a noticia um conhecido advogado convidou para almoçar um alto funcionário do estado, talvez para dar algum colorido ao almoço, fez-se acompanhar de duas advogadas do escritório para o que trabalhava. 

 

Dá-se o caso que o alto funcionário do estado presidia à alta comissão criada para acompanhar as contrapartidas oferecidas pela empresa que vendeu os dois submarinos a Paulo Portas, já quem fez o convite e as duas advogadas que deram colorido ao almoço, trabalhavam para a empresa de advogados que redigiu os contratos das contrapartidas.

 

Para quem já não se lembra,  as contrapartidas pelas que ainda estamos à espera, diziam respeito ao negocio de mais de mil milhões de euros que deixou ao país  dois submarinos que raramente saem das docas porque não há dinheiro para combustível ou manutenção.

 

O que é que no meio de tudo isto é a noticia? A noticia é que esse almoço no que participaram 3 advogados e um funcionário do estado, no qual segundo este não se trataram negócios e que não passou de amena cavaqueira, foi facturado ao estado como serviços juridicos na módica quantia de “1080 euros + IVA”

 

Não contente com facturar o almoço de amena cavaqueira, quando confrontada com a reclamação do estado por tão absurda factura, a mesma empresa facturou mais 45 minutos de um jurista pelo tratamento da reclamação, isto apesar de ter reconhecido o erro da factura inicial.

 

Definitivamente já não há almoços grátis... muito menos se mete empresas de advogados com falta de vergonha e o estado.

 

Jorge Soares

publicado às 22:20

Vende-se submarino quase novo, motivo à vista!

por Jorge Soares, em 14.05.12

Submarino parado por falta de dinheiro para combustível

Imagem do Público 

 

Hoje ficamos a saber que devido à falta de dinheiro provocada pelos cortes efectuados no orçamento da Marinha tem havido um reajustamento na realização de exercícios militares, envolvendo a utilização de combustível 

 

Convém recordar que o submarino em questão foi comprado na época em que Paulo Portas era o responsável pela pasta da defesa e que custou 500 milhões de Euros, mais coisa menos coisa.

 

Era bom que aqueles que defenderam com unhas e dentes o gasto de mil milhões na compra dos submarinos e a sua importância para a protecção e defesa das nossas costas, nos explicassem que tipo de missões de defesa e protecção conseguem eles efectuar sem que esteja envolvida a utilização de combustíveis.... 

 

Jorge Soares

PS:Já agora, alguém sabe por onde anda o Paulo Portas?

publicado às 13:20

13 anos depois alguém foi acusado do rapto do Rui Pedro

 

Imagem do Público

 

 

Andei aqui meio indeciso, falo dos brinquedos caros ou falo da justiça que em Portugal parece que anda montada numa tartaruga?

 

Há uma série na televisão por Cabo que se chama, casos encerrados, nela uma jovem e bonita detective pega num caso antigo por resolver  e depois de muita investigação, de voltar a interrogar as testemunhas, de seguir novas pistas, termina por encontrar o culpado.  Hoje eu pensei que estava nesta série, 13 anos depois alguém, na verdade o único suspeito que existiu desde o inicio, foi acusado do rapto do Rui Pedro.

 

Ao contrário do que acontece na série, ninguém ouviu falar de uma jovem e bonita detective, nem de novas investigações, aliás, segundo Cândida Almeida, directora do DCIAP, nem sequer há novas pistas. Ou seja, o Ministério Público demorou 13 anos a avaliar o processo e no fim, com base nos testemunhos de familiares e colegas, testemunhos que foram obtidos há 13 anos, decidiu acusar de rapto precisamente o mesmo suspeito que tinha no início. E achávamos nós que o caso Casa Pia foi lento e demorado.... 

 

Eu tenho imenso respeito pela família do Rui Pedro, acho de louvar a forma como ao longo de todo este tempo eles têm lutado para que o caso não seja esquecido e a forma como tem contribuído para chamar a atenção para este tipo de casos, mas sinceramente duvido que tudo isto dê no que quer que seja, se existissem indícios sérios não tinham demorado 13 anos a acusar o senhor..., por muito carinho e muita vontade que se tenha colocado na apreciação dos factos que levaram agora a esta acusação.  Espero sinceramente estar enganado.

 

Mudando de assunto, esta semana saíram à luz pública uma série de telegramas do embaixador americano em que este falava do ministério da defesa de Portugal e da forma como são geridos alguns dos dossiês. Diz o senhor o seguinte:

 

"No que diz respeito a contratos de compras militares, as vontades e acções do Ministério da Defesa parecem ser guiadas pela pressão dos seus pares e pelo desejo de ter brinquedos caros. O ministério compra armamento por uma questão de orgulho, não importa se é útil ou não. Os exemplos mais óbvios são os seus dois submarinos (actualmente atrasados) e 39 caças de combate (apenas 12 em condições de voar)"

 

Há muitíssima gente indignada com o senhor, não estou a ver porquê, alguém acha que gastar dois mil milhões de Euros em Submarinos não é gastar dinheiro em brinquedos caros?... só para recordar, esses dois mil milhões de euros bastariam para tapar o buraco que fez com que no início do ano se aumentasse o IVA e se descesse o salário aos funcionários públicos. Aposto que muitos dos que agora se dizem indignados são os mesmos que disseram cobras e lagartos do governo quando este apresentou as medidas.

 

Sim, o senhor tem razão, não temos onde cair mortos e compramos armas como se fossemos ricos.. para quê? Compramos brinquedos caros para brincar às guerras, quando devíamos era utilizar o dinheiro para "comprar" uma justiça nova.

 

Jorge Soares

publicado às 20:59


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D