Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carnaval de Estarreja

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Não é lá muito comum, mas de vez em quando eles são coerentes com o que apregoam, tal como no ano passado, não há tolerância de ponto no Carnaval para ninguém. Já na Madeira é sempre feriado, por lá não há austeridade, afinal há sempre os impostos dos cubanos para tapar os buracos

 

Que sentido fazia retirar 4 feriados se depois se dava tolerância de ponto à função pública? Se realmente alguém acha que este dia é importante para a economia de algumas cidades do país... então proponham lá que o dia passe a feriado nacional, esta história de ser dia feriado ao gosto do freguês e só para alguns é que não pode ser. Quem quer ir gozar o Carnaval ou tirar uns dias... faça como eu, meta dias de férias.


Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:07

Zé Natal

 

Segundo o Sol, Governo decidiu dar 'bónus' aos portugueses depois de ano difícil ao dar mais uma tolerância de ponto nos dias de natal e ano novo.. não percebi.

 

Entre feriados e férias, este mesmo governo que agora virou mãos largas e até dá bónus, tirou-me a mim e ao resto dos portugueses 7 dias, dizem eles que foi a mando da Troika e em nome de algo que ninguém sabe muito bem o que é mas que eles chamam de produtividade... e agora vem dar assim de mão beijada dois dias de férias extra ao estado? Então e a produtividade? Então e a Troika?, quando é que negociaram este bónus que não nos contaram nada?

 

Esta semana foi aprovado o pior orçamento de estado dos últimos 40 anos. Hoje as noticias falavam de um corte extra de quatro mil milhões que tem de ser decidido até Fevereiro para dar de prenda de natal atrasada aos senhores da Troika quando eles cá voltarem, consta que os cortes vão ser na saúde e na educação, há quem diga que vão aparecer propinas no ensino secundário..  e depois disto tudo estes senhores vem com mais dois dias de férias?

 

Todos sabemos que o ano que vem vai ser de eleições autárquicas e há que começar a adoçar a boca aos funcionários públicos, mas convenhamos que é preciso falta de vergonha para se vir com uma coisa destas depois de tanta conversa sobre a produtividade dos portugueses e a competitividade do país.

 

Quando alguém voltar com a conversa de que vivemos acima das nossas necessidades, já sabem do que se trata... é das tolerâncias de ponto, de dois dias com o estado parado em quanto o resto do país está a trabalhar ou para poder passar o dia com a família, teve que abdicar dos dias de férias no verão.

 

É a isto que eu chamo, governar pelo mau exemplo.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18

Governo não dá tolerância de ponto no carnaval

 

Passos Coelho, anunciou nesta sexta-feira que o Governo não dará tolerância de ponto aos funcionários públicos no Carnaval.

 

 

Finalmente uma medida coerente, que sentido fazia retirar 4 feriados se depois se dava tolerância de ponto à função pública no Carnaval? Eu sou dos que nem acha piada ao Carnaval, este ano por acaso até tinha pensado tirar os dois dias... ora, em lugar de um, meto dois dias de férias, que é o que deve fazer quem quer ir brincar aos foliões.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:22

 

Fim das tolerâncias de ponto

 

Finalmente parece que o estado ganhou algum juízo, segundo o Público, este ano não há tolerância de ponto para ninguém nem no natal nem no ano novo, convenhamos que depois de levar metade do subsidio de natal de quem trabalha, de anunciar que a crise vai levar os subsídios de  natal e de férias dos próximos anos, de aumentar o IVA, etc, etc, ... dar tolerâncias de ponto era mau, até porque segundo umas contas que vi algures cada dia de tolerância representa um custo de 75 milhões de Euros para o Estado.

 

 

Sou e sempre fui contra as tolerâncias de ponto na função pública,  sempre achei que tal como qualquer trabalhador do privado, quem quer fazer pontes tira um dia de férias, o estado não é mais rico que as empresas e não tem porque estar a dar dias a ninguém. Cada vez que havia uma tolerância destas, lá em casa alguém tinha que meter um dia de férias, porque já se sabe que as escolas estão fechadas e é ilegal deixar as crianças sozinhas em casa.

 

Finalmente uma medida de jeito e coerente.

 

Update... como alguém me lembrou, este ano o natal calha ao fim de semana.... pelo que  isto na verdade não afecta ninguém.... já me parecia que era bom demais para ser sério

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

A austeridade já chegou à Madeira ... ou não!

por Jorge Soares, em 08.11.11

Na Madeira não há vergonha

Imagem do Público

 

Os funcionários públicos da Madeira têm amanhã dispensa do serviço, a partir das 14 horas, para assistirem à posse do governo regional, marcada para as 17h. 

 

Não está ali escrito, mas faltou dizer que evidentemente é para assistirem pela televisão, que não cabem todos na assembleia legislativa da Madeira. E com isto ficamos a perceber porque é que o homem ganha as eleições, com benesses destas a malta vai votar em quem? E pensar que por cá o governo do PSD anda a falar em cortar feriados para acabar com as pontes e aumentar a  produtividade.... está visto que à Madeira não é só o primeiro ministro que não vai... a austeridade também não.

 

Já agora a noticia também diz o seguinte: A última “tolerância de ponto” foi dada por Jardim na primeira sexta-feira de Agosto deste ano, para possibilitar aos funcionários públicos da região assistirem ao Rali Vinho Madeira.

 

Se alguém pensava que aquele barulho todo que se armou com o buraco dos 8 mil milhões serviu para algo, aqui está a prova de que não, na Madeira nem as moscas mudaram, e tudo isto continua a cheirar muito mal..... e os nossos impostos é que pagam. Onde andam as famosas medidas de austeridade que iam ser aplicadas à região para cubrir uma parte do enorme buraco que causou um rombo nas contas do país? Só para terem uma ideia, são precisos 4 anos de subsídios de natal e ano novo para se chagar a uma poupança igual ao buraco das contas do senhor Alberto João Jardim.

 

Então e um bocadinho de vergonha, não?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49

As tolerâncias de ponto e os danos ao estado.

por Jorge Soares, em 28.04.11

Tolerância de Ponto

 

Quando comecei a trabalhar há 15 anos era tradição que a empresa desse o dia 24 de Dezembro, véspera do natal, passados uns dois ou três anos foi criado um calendário de férias que por motivos de manutenção de equipamentos, incluía o período entre o natal e o ano novo e claro, o dia 24. Estamos a falar de uma empresa privada, é claro que houve quem nas conversas entre colegas mostrasse o seu desagrado.. mas a coisa não passou daí. Como tenho horário flexível,  há anos  que  trabalho até ao meio dia e compenso à posteriori e outros  que meto um dia de férias... tendo o cuidado de combinar com os meus colegas de modo a que exista sempre alguém que garanta os serviços.. que a informática, tal como a empresa, nunca pára.

 

Sou e sempre fui contra as tolerâncias de ponto: as da Páscoa,  do Carnaval, do Natal, as do Papa, as da Nato, todas, para mim tolerância de ponto é sinónimo de aberração. Qual pode ser a justificação para que num dos paises na Europa que mais feriados tem, num país em que o estado é dos mais deficitários da Europa e dos que tem das piores taxas de produtividade, os sucessivos governos decidam distribuir ainda mais feriados a seu bel prazer?

 

Como é que alguém consegue justificar que numa situação como a que estamos, em que vamos pelo mundo de mão estendida a pedir dinheiro e ajuda, se tenha decidido dar mais um feriado na quinta-feira passada? A propósito de quê? O calendário eleitoral do PS?

 

Quanto a mim isto é vergonhoso.. mesmo. É preciso ter em conta que cada um destes dias custa ao país a módica quantia de mais ou menos 40 Milhões de Euros.... foi essa quantia que o governo deitou fora com mais este presentinho aos funcionários públicos.

 

Hoje era notícia no Publico online o seguinte:

 

O advogado Alfredo Castanheira Neves apresentou na terça-feira ao Ministério Público (MP) uma denúncia visando o primeiro-ministro, por eventual administração danosa, resultante da tolerância de ponto concedida à função pública na tarde de quinta-feira santa.

 

Concordo completamente, isto é gestão danosa, e só é pena que alguém não tenha pensado nisto antes, já viram a quantidade de milhões que se tinham poupado por exemplo no ano passado?

 

Tal como acontece comigo no natal e nos restantes feriados, quem quer fazer pontes que meta um dia de férias, o país não está para brindes.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12

Sócrates dá tolerância de ponto outra vez.. então e a crise?

Primeiro-ministro decreta tolerância de ponto na 6.ª feira e tarde de dia 31 de Dezembro

Alguém contou quantas tolerâncias de ponto deu o governo este ano?.. e alguém consegue fazer as contas quanto dinheiro custou isso ao país? .. e quanto contribuiu para o défice que vai fazer descer os salários e aumentar os impostos em Janeiro? Então e a crise?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:32

António costa não dá tolerância de ponto em Lisboa

 

Imagem do Público

 

Sou só eu que já não posso ouvir falar da cimeira da Nato? Começou logo pela manhã, às 8 da manhã metade das noticias eram com directos ao parque das nações onde não se passava nada, à hora de jantar metade do telejornal foi com reportagens por meia Lisboa sobre o quanto nos vai afectar a coisa.

 

Não sou dos que acham que devíamos abandonar a Nato.. bom, eu sou um bocadinho mais Radical, nós devíamos abandonar toda e qualquer pretensão a ter um exército, uma armada e uma aviação militar... tudo dinheiro deitado fora... mas pronto, maluquices minhas. Também não sou dos que acham que não devemos organizar eventos, achei que a Expo foi das melhores coisas que nos aconteceu, e o Euro foi um enorme estimulo para a economia... mas alguém me explica o que nos vai ficar desta cimeira?

 

Vamos gastar milhões em equipamentos, em bandeirinhas, em arranjos que deveriam ser feitos sempre e em todos lados mas que só vão ser feitos por onde vai passar o circo. Muito dinheiro gasto em segurança, em controlo de manifestações, em mais uma tolerância de ponto que ninguém sabe para que é necessária.. em carros de luxo, em blindados para a policia, em atrasos nos aeroportos, em tantas outras coisas... milhões que vão servir para somar ao já odiado défice que nos vai tirar salários e dinheiro em mais impostos.

 

Há empresas privadas na zona da Expo que vão fechar as suas portas durante 3 dias, restaurantes que não vão ter clientes, um centro comercial com acessos controlados, centenas de julgamentos adiados, como se a nossa justiça já não andasse a passo de caracol sem estas coisas, trânsito controlado nas zonas dos hotéis, ruas fechadas por toda a cidade... e tudo isto para quê?

 

Como é que depois de todo este circo e todo este gasto desnecessário em luxo e mordomias, nos vamos sentir quando em Janeiro nos entrarem ao bolso com a força toda? Alguém já fez as contas em quanto nos vai ficar mais esta função de circo?, depois dos 75 milhões de Euros da visita papal, quantos mais milhões vão ser agora?... e quantos mais com a greve geral do dia 24?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:04

Fátima, futebol e to

Imagem do público

 

 

Os zun zuns já andavam pela blogosfera desde há umas duas semanas, o governo estava-se a preparar para mexer nos impostos e no subsídio de natal. Quando escrevi o post sobre a tolerância de ponto da vinda do papa, já tinha lido mais de um blog onde se ventilava o assunto, na altura falava-se no subsidio de férias dos funcionários públicos, os mesmo que tem direito a tolerância de ponto e a dias de férias extra, mas não, não era disso que se tratava, é mesmo no subsidio de natal de todos nós, no Público podemos ler o seguinte:

 

Nova subida de IVA e tributação extraordinária do subsídio de Natal de toda a população, duas medidas ponderadas pelo Governo para garantir o novo objectivo do défice, têm o potencial para, este ano, gerar uma receita adicional para o Estado de mais de 3000 milhões de euros.

 

Antes de mais, devo dizer que eu entendo a necessidade destas medidas, a crise financeira e o custo do dinheiro está a afectar duramente   a nossa economia e se não forem tomadas medidas não demorará muito a estarmos na mesma situação da Grécia com tudo o que isso significa. Mas assim como entendo que é necessário que se tomem as medidas necessárias, não entendo que se gastem milhões em todo este circo montado à volta da vinda do papa e muito menos que um governo que se  prepara para mexer assim no bolso de todos nós, dê dois dias de tolerância de ponto a todos os funcionários públicos.. afinal, o exemplo deve vir de cima.. ou não?

 

Já o disse no outro post e volto a dizer, esta tolerância de ponto é uma vergonha, que se pare o país dois dias para as pessoas irem ver o papa é uma vergonha e é uma falta de respeito por todos nós que com os nossos impostos estamos a pagar todo este circo e que aparentemente com o nosso subsidio de natal vamos pagar a crise.

 

Eu sou pouco de deitar pedras ao governo, este ou outro qualquer,  mas terem escolhido o intervalo entre a vitória do Benfica no Futebol e a vinda do papa para falarem destas medidas, é no mínimo gozarem com a nossa cara, o tempo do Fátima, fado e  futebol  já lá vai, mas este governo prepara-se para nos lixar com F. grande e entretanto dá-nos circo... pena que ao mesmo  tempo se prepare para nos tirar parte do pão.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

Tolerância de pnto

 

Todas as escolas públicas vão encerrar no dia 13 de maio, devido à tolerância de ponto concedida pelo Governo por ocasião da visita do Papa Bento XVI, disse hoje à Lusa fonte oficial do Ministério da Educação.

 

Por acaso estou em casa e portanto por cá o problema não se coloca, mas alguém me explica o que vão fazer os pais que não são funcionários públicos com as crianças?

 

Hoje na Grécia o governo decidiu retirar o direito ao subsidio de férias e de natal aos funcionários públicos e pensionistas, pelos vistos por cá preferem confiar no divino, estas tolerâncias de ponto pela vinda do papa servirão para que os funcionários públicos vão às missas e a Fátima rezar para que a crise acabe... é claro que haverá uma grande parte que preferirá ir rezar para a praia ou para os centros comerciais...cada um acredita no que quiser e reza onde melhor entender.

 

Eu cá acho que deveríamos todos olhar para as barbas do vizinho (grego) a arder e pensar na melhor forma de contribuir para que a nossa situação económica não chegue tão longe... mas isto sou eu que sou lírico. Estas tolerâncias de ponto são uma vergonha.

 

As escolas vão estar fechadas..será que os professores vão todos a Fátima? E vão todos os funcionários públicos do país? afinal quantas pessoas cabem em Fátima?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:36


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D