Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Transportes de mercadoria

Imagem do Público 

 

Para quem não sabe, a 1 de Julho entra em vigor uma portaria da Autoridade Tributária (AT) que diz que para se transportar o que quer que seja do ponto A para o ponto B dentro do país, antes do camião sair tem que se emitir uma guia de remessa que tem que ser enviada via internet para o portal das finanças, este recebe a guia emite um número que deve ser colocado e impresso no documento de transporte. Mais, diz que a hora certa de saída do camião deve estar no documento antes de este ser enviado para o portal das finanças.

 

Depois de enviado o documento para a AT, este não se pode alterar, pelo que qualquer atraso na saída do camião implica cancelar o documento e repetir todo o processo.

 

Felizmente na empresa em que eu trabalho a movimentação de mercadorias é relativamente pequena, mesmo assim, tudo isto implicou a completa alteração dos processos internos de emissão de documentos de transporte. Evidentemente o programa de emissão de facturas teve que ser alterado de cima abaixo, o que no fim vai custar uns milhares de Euros. 

 

Além disso a confusão sobre a forma como se interpretam as diversas normas da lei é completa, basicamente todo o mundo tem dúvidas e perguntas para as quais ninguém, nem nas empresas nem na AT, tem respostas.

 

Unido a tudo isto, o software de gestão que nós e uma grande parte das grandes empresas deste país utiliza, é alemão, as alterações foram disponibilizadas há oito dias, foram  feitas na Índia ou no Brasil e evidentemente tem mais buracos que um queijo Suíço, mal se começou a testar começaram a aparecer os problemas.

 

Hoje estive numa reunião em que o responsável da logística nos disse que os transportadores já avisaram que a partir de segunda feira não carregam nada que não tenha o famoso número da AT.. 

 

Ora, imaginem que na segunda feira por algum motivo, por excesso de utilização por exemplo, o portal das finanças, como tantas vezes acontece, está em baixo. Imaginem o que seria os camiões que abastecem os hipermercados não poderem circular porque os documentos não tem o bendito número? Quem diz os dos hipermercados diz os dos combustíveis... ou...

 

Isto tudo é porquê?, porque alguém se lembrou de criar uma série de regras que para além de não fazerem sentido, são quase impossíveis de implementar... imaginem só o que é conseguir planear os envios dos milhares de camiões que passam diariamente por uma plataforma logística e acertar com as horas de partida de todos os camiões? ou ter que voltar a emitir e reenviar para a AT todos os que por algum motivo se atrasem.

 

Depois há coisas engraçadas, segundo a AT, um dos objectivos da lei é simplificar e acabar com o papel, mas depois algures está escrito que duas cópias dos documentos em que tem que estar o número escrito, devem ir com a mercadoria.

 

Hoje parece que alguém na AT acordou para o problema, a lei entra mesmo em vigor no dia 1, mas as multas só começam a 15 de Outubro... como se mais tempo ajudasse a resolver uma coisa que não tem ponta por onde se lhe pegue.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35

Manifestações no Brasil

Imagem de aqui 

 

As autoridades de São Paulo e do Rio de Janeiro voltaram atrás nos aumentos dos preços de transportes, motivo que esteve na origem na onda de protestos que tem varrido o Brasil nos últimos dias


A próxima vez que alguém te disser que as manifestações não servem para nada, que as decisões já estão tomadas e não há nada a fazer, que é comer e calar, diz-lhe que felizmente os brasileiros não pensaram dessa forma, foram À luta e venceram... pelo menos uma parte da batalha.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16

Andar de transportes públicos

por Jorge Soares, em 26.10.09

De Setúbal para Lisboa não é de comboio

 

 

Hoje estive em Lisboa, tinha que estar às 9 na Rua do Ouro, ontem ponderamos qual seria a melhor maneira de ir de Setúbal para a baixa de Lisboa, sendo que ir de carro até lá estava fora de questão, estacionar um dia inteiro em Lisboa fica um bocado caro.

 

Terminei por optar por ir de carro até ao Parque das nações, estacionei num lugar gratuito perto da Torre Vasco da Gama, caminhei até à estação do Oriente e depois fui de metro. É claro que havia alternativas mais ecológicas, que não mais baratas. Vejamos: O Comboio - Moro longe da estação, teria que ir de carro até à estação encontrar onde estacionar, e apanhar o comboio das 7:20 da manhã até Sete Rios e depois apanhar o metro. O Autocarro pela ponte 25 de Abril está fora de questão, teria que ser pela Vasco da Gama, sair na Estação do Oriente e apanhar o Metro.

 

Sem duvida que o meio de transporte de eleição entre Setúbal e Lisboa deveria ser o comboio,  e é o meio de transporte que melhor funciona na maioria das grandes cidades Europeias, por algum motivo que não consigo perceber, de Setúbal para Lisboa é quase impossível que tenha utilidade, há uma ligação por hora para cada lado e ainda por cima em horários que não lembram a ninguém. Para além de que mesmo pagando portagens, fica mais barato ir de carro...

 

Sempre achei que se arranjasse um emprego em Lisboa passaria a andar de transportes públicos, hoje descobri que para estar em na baixa às 9 tenho que sair de casa mais ou menos à mesma hora que para estar em Loures às 8.

 

Sobre o que fui fazer a Lisboa, já falarei noutro dia, mas uma coisa é certa... não quero trabalhar na baixa de Lisboa.

 

Jorge Soares

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:37


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D