Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A propósito das eleições europeias

por Jorge Soares, em 20.03.14

Eleições Europeias

Imagem de aqui

 

A propósito doe discurso de Cavaco Silva de ontem, dos apelos à união e ao voto e da importância destas eleições para a Europa e o País vieram-me à memória algumas coisas.

 

As Europeias são as únicas eleições a que me lembro de ter faltado, aliás, não me lembro nem quando nem em quem votei a última vez que lá fui... 

 

Considero-me uma pessoa informada, mas para além do saudoso Miguel Portas , Ana Gomes e Rui Tavares, não me recordo de intervenções ou tomadas de posição de algum outro Eurodeputado português, e tenho uma enorme dificuldade em perceber qual o posicionamento político de cada um dos nossos partidos dentro da assembleia europeia.

 

Imagino que com a campanha eleitoral virão ideias, propostas e esclarecimentos, mas lá está, não me lembro de nas últimas eleições europeias ter ficado esclarecido... nem me lembro se fui votar ou não.

 

Outra coisa de que me lembrei foi de ter visto o seguinte vídeo sobre a forma como vivem os eurodeputados,  que é por demais esclarecedor:

 

Portanto senhores deputados, candidatos e partidos, se por acaso por aqui passarem e quiserem convencer este indeciso, esforcem-se mais, das últimas vezes as coisas não correram lá muito bem.
Jorge Soares

publicado às 23:32

As redes sociais tornam os humanos estúpidos?

 

Ninguém duvida que as redes sociais vieram para ficar, fazem parte da vida de uma boa parte da humanidade, há muito boa gente para quem quase se converteram na sua realidade, eu continuo a achra que são só mais um meio de comunicação. Vivemos na era da informação, os computadores e todos os seus sucedâneos não são mais que o meio que utilizamos para aceder e partilhar essa informação, a forma como cada um um faz varia, sendo que haverá quem os converta numa arma poderosa para a evolução e quem deles faça uso para criar o seu próprio mundo e dessa forma se afastar da sociedade.

 

Já não é novidade nenhuma que as redes sociais mais que transmitir noticias, sejam elas próprias a notícia, esta semana não foi a excepção, e foi para o bem e para o mal.

 

Na primeira noticia falava-se de mais um daqueles estudos que agora abunda, segundo uns senhores de uma universidade inglesa "há uma relação directa entre os amigos que as pessoas têm nas redes sociais e o tamanho de determinados partes do cérebro." Segundo quem fez o estudo, mais amigos no Facebook normalmente implica mais massa cinzenta no cérebro. É claro que ninguém diz que isso implica mais inteligência, mas pronto, fica o registo de mais um estudo parvo.

 

O que sim está provado é que a utilização do Facebook deixa alguns seres humanos mais estúpidos, senão vejamos esta outra noticia:

 

Benito Apolinar, 36 anos, escreveu no seu mural uma mensagem evocando o aniversário da morte da sua mãe e enquanto vários amigos colocaram um "like" na publicação, a mulher ignorou a mensagem. Tal atitude levou a uma discussão com a sua esposa de quem estava recentemente separado, tendo-a mesmo agredido quando foi levar os filhos a sua casa.

 

 

É verdade que as redes sociais foram pensadas para acercar as pessoas, mas o divórcio não é suposto ser para as afastar?  quem é que é o suficientemente estúpido para continuar amigo do ou da ex no Facebook após o divórcio?

 

Já agora vejam o seguinte vídeo, uma sátira perfeita às redes sociais, como reagiríamos se alguém nos fizesse em pessoa os pedidos que nos fazem no Facebook?

 

Jorge Soares

publicado às 22:09

Terrorismo não é politica, é crime.

por Jorge Soares, em 22.07.11

Atentados na Noruega

 

Imagem do Público

 

E de repente, a crise, a dívida soberana, os jogos de palavras do primeiro ministro, os mercados, tudo passa para segundo plano, porque há algo que está acima de tudo isto... vidas humanas, muitas vidas.

 

A esta hora ainda não se sabe quantas pessoas morreram na Noruega, nem quem são os responsáveis por tanta barbárie, certo é que voltou o terror dos atentados, das mortes de inocentes, numa guerra que nunca terá vencedores, só vencidos.

 

A Noruega é um dos paraísos a Norte,  um forte aliado dos Estados Unidos e um país de uma importância extrema a nivel politico e diplomático, foi em Oslo que por exemplo nasceram as ultimas negociações de paz para o médio Oriente.

 

À primeira vista estes atentados não tem a assinatura típica dos grupos radicais islâmicos, estes costumam ser sobretudo em áreas com muita gente e com muitos inocentes, os atentados de Oslo parecem ter um objectivo mais especifico, o primeiro ministro da Noruega e já há quem fale de grupos locais anti sistema.

 

Independentemente de quem sejam os autores ou os seus objectivos, o terrorismo não é nem pode ser uma arma politica, não passa de um crime horrendo que na maior parte dos casos é perpetrado contra inocentes....e devemos pensar que ninguém está livre, esta vez foi na Noruega, a próxima quem sabe onde será.

 

 

Jorge Soares

publicado às 23:19

 

 

autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, de socialização (estabelecer relacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente — segundo as normas que regulam essas respostas). Esta desordem faz parte de um grupo de síndromes chamado transtorno global do desenvolvimento (TGD), também conhecido como transtorno invasivo do desenvolvimento (TID), do inglês pervasive developmental disorder (PDD). Entretanto, neste contexto, a tradução correta de "pervasive" é "abrangente" ou "global", e não "penetrante" ou "invasivo". Mais recentemente cunhou-se o termo Transtorno do Espectro Autista (TEA) para englobar o Autismo, a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento Sem Outra Especificação.

 

Algumas crianças, apesar de autistas, apresentam inteligência e fala intactas, outras apresentam sérios retardos no desenvolvimento da linguagem. Alguns parecem fechados e distantes, outros presos a comportamentos restritos e rígidos padrões de comportamento. Os diversos modos de manifestação do autismo também são designados de espectro autista, indicando uma gama de possibilidades dos sintomas do autismo. Atualmente já há possibilidade de detectar a síndrome antes dos dois anos de idade em muitos casos.

 

Certos adultos com autismo são capazes de ter sucesso na carreira profissional. Porém, os problemas de comunicação e sociabilização freqüentemente causam dificuldades em muitas áreas da vida. Adultos com autismo continuarão a precisar de encorajamento e apoio moral em sua luta para uma vida independente. Pais de autistas devem procurar programas para jovens adultos autistas bem antes de seus filhos terminarem a escola. Caso conheça outros pais de adultos com autismo, pergunte sobre os serviços disponíveis.

 

O autismo afeta, em média, uma em cada 110 crianças nascidas nos Estados Unidos, segundo o CDC (sigla em inglês para Centro de Controle e Prevenção de Doenças), do governo daquele país, com números de 2006, divulgados em dezembro de 2009. -- no Brasil, porém, ainda não há estatísticas a respeito do TEA. Em 2010, no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, 2 de abril, a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que a doença atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem. O aumento dos números de prevalência de autismo levanta uma discussão importante sobre haver ou não uma epidemia da síndrome no planeta, ainda em discussão pela comunidade científica.

 

Fonte Wikipédia

publicado às 14:41

Curso de político Nível Baixo!

por Jorge Soares, em 24.03.11

 

 

Acho que sobram as palavras

 

Jorge Soares

 

publicado às 13:37

you need to get off facebook

por Jorge Soares, em 27.01.11

 

 

Como para ficar a pensar....

 

publicado às 21:25

A todos um bom natal

por Jorge Soares, em 25.12.10

 

 

 

Pois é isso, que seja um bom natal para todos vós

 

 

João Só & Abandonados, a todos um bom natal

 

 

Jorge Soares

publicado às 18:00

Velho

por Jorge Soares, em 10.12.10


Velho

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Velho

 

Parado e atento à raiva do silêncio

De um relógio partido e gasto pelo tempo

Estava um velho sentado no banco de um jardim

A recordar fragmentos do passado

 

Na telefonia tocava uma velha canção

E um jovem cantor falava na solidão

Que sabes tu do canto de estar só assim

Só e abandonado como o velho do jardim?

 

O olhar triste e cansado procurando alguém

E a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém

Sabes eu acho que todos fogem de ti prá não ver

A imagem da solidão que irão viver

Quando forem como tu

Um velho sentado num jardim

 

Passam os dias e sentes que és um perdedor

Já não consegues saber o que tem ou não valor

O teu caminho parece estar mesmo a chegar ao fim

Para dares lugar a outro no teu banco do jardim

 

O olhar triste e cansado procurando alguém

E a gente passa ao seu lado a olhá-lo com desdém

Sabes eu acho que todos fogem de ti prá não ver

A imagem da solidão que irão viver

Quando forem como tu

Um resto de tudo o que existiu

Quando forem como tu

Um velho sentado num jardim

 

Mafalda Veiga

 

 

 

 

 

Setúbal, Novembro de 2009

Jorge Soares

publicado às 18:34

Grandes Músicas: Negras como a noite

por Jorge Soares, em 10.08.10

 

Negras como a noite

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Com mãos de veludo 
Negras como a noite 
Tu deste-me tudo 
E eu parti 

Um homem trabalha 
Do outro lado do rio 
Com as suas duas mãos 
Repara o navio 
Está sozinho e triste 
Mas tem de aguentar 
Já falta tão pouco 
Para poder voltar 

Vai ficar tudo bem 
Isso eu sei 
Vai ficar tudo bem 
Isso eu sei 
quando o sol 
Se juntar ao mar 
E te voltara beijar 
Só mais uma vez, só mais uma vez 
Só mais uma vez, só mais esta vez 

Com adeus começa 
Outro dia igual 
Ficou a promessa 
Escondida no lençol 
Negras como a noite 
Vindas de outra terra 
As mãos de veludo 
Estão á sua espera 

Vai ficar tudo bem 
Isso eu sei 
Vai ficar tudo bem 
Isso eu sei 
quando o sol 
Se juntar ao mar 
E te voltara beijar 
Só mais uma vez, só mais uma vez 
Só mais uma vez, só mais esta vez

 

Xutos & Pontapés

 

publicado às 21:03

Por vezes, já seja como pais, como professores, como educadores, ..temos que parar para pensar.

 

Jorge Soares

publicado às 21:00


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D