Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma saída limpa, ou, o inferno é em Portugal

por Jorge Soares, em 07.05.14

O inferno é em Portugal

 

Imagem do Público

 

Não há outro inferno para o homem além da estupidez ou da maldade dos seus semelhantes.

Marquês de Sade

 

Há coisas que são difíceis de entender, a fotografia do Público mostra uma senhora com um cancro em estado avançado que saiu do hospital Joaquim Urbano, no Porto, directamente para a rua. É verdade que foi ela que insistiu em deixar o hospital, mas também é verdade que alguém lhe passou a alta hospitalar e a deixou sair mesmo sabendo que esta não tinha para onde ir e que iria terminar na rua.

 

"Metida sozinha num táxi, foi parar, desamparada, às escadas da igreja do Carvalhido, na rua onde o marido arruma carros. Aguentou-se ali, deitada, umas cinco horas, até ser transportada pela polícia para um quarto numa pensão de Cedofeita, arranjado pela mesma Segurança Social que lhes cortara o rendimento social de inserção, deixando-os sem capacidade de pagar uma renda."

 

Quando leio coisas destas não  posso deixar de me lembrar do célebre "custe o que custar" com que Pedro Passos Coelho nos avisou do que se avizinhava, desde então temos vindo todos os dias a descobrir do que estava o primeiro ministro a falar naquele dia.

 

A verdade é que a política de austeridade imposta pela Troika e aplicada pelo governo de Passos Coelho significou um retrocesso de décadas ao nível da saúde, da segurança social e das políticas sociais. Situações como a relatada pela noticia do Público são impensáveis em qualquer país civilizado mas a verdade é que acontecem todos os dias em Portugal.

 

A solução encontrada à pressa foi um quarto numa pensão algures no Porto, mas haveria que perguntar-se como espera a segurança social que esta família, pai, mãe e um filho adolescente, sobreviva quando um dos elementos tem uma doença em estado avançado que lhe impede de quase tudo, e  outro tem como profissão arrumar carros nas ruas da cidade? Está-se mesmo a ver que se existe inferno, esta família já lá está.

 

É isto a que chamamos saída limpa? 

 

Jorge Soares

publicado às 22:05


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D